sicnot

Perfil

Desporto

Tecnologia do Olho de Falcão vai estar na Taça das Confederações e Mundial de Clubes

A FIFA confirmou esta sexta-feira ter escolhido o Olho de Falcão para auxiliar o árbitro assistente de vídeo (VAR) na Taça das Confederações, de 17 de junho a 2 julho, e no Mundial de Clubes, de 6 a 16 de dezembro.

O sistema, já testado em jogos particulares, também será aplicado no Mundial de sub-20, entre 20 de maio e 11 de junho, na Coreia do Sul, e foi eleito pela FIFA de entre um processo de seleção que contou com vários fornecedores de tecnologia para VAR.

"A FIFA está confiante de que a escolha de o Olho de Falcão como tecnologia para VAR nas próximas competições atende aos requisitos tecnológicos inovadores necessários para que haja mais integridade e justiça no nosso jogo", comentou o secretário-geral-adjunto da FIFA, o sérvio Zvonimir Boban.

O uso experimental do assistente de vídeo árbitro (VAR) foi aprovado na 130.ª Reunião Anual da International Board (IFAB), em março de 2016, por um período de dois anos, para identificar as vantagens e desvantagens do seu uso e se a sua utilização "melhora o jogo".

Com a sua utilização nas provas referidas, a FIFA pretende examinar como é que o sistema VAR influencia o comportamento tanto de jogadores como de árbitros, público presente nos estádios e espetadores televisivos, antes do IFAB tomar uma decisão final sobre a sua utilização em 2018 ou, o mais tardar, 2019.

Lusa

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.