sicnot

Perfil

Desporto

Atletas russos sem convite para as olimpíadas dirigem apelo ao Tribunal Arbitral do Desporto

Um grupo de 32 atletas russos que não foram convidados para os Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang2018 por suspeitas de doping vão apelar para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) e esperam uma decisão favorável até sexta-feira.

Os apelos, entre os quais figuram alguns de atletas medalhados, vão ser analisados por uma comissão ad-hoc do TAS, instalada em PyeongChang, e são esperadas decisões até quarta-feira, segundo garantiu o secretário-geral do organismo, Matthieu Reeb.

A 1 de fevereiro, o TAS anulou a suspensão de 28 dos 43 atletas russos que competiram nos Jogos Olímpicos de 2014 em Sochi e foram sancionados pelo COI por uso de doping, abrindo assim a possibilidade de participarem nos Jogos PyeongChang2018.

Secretário-geral do TAS, Matthieu Reeb.

Secretário-geral do TAS, Matthieu Reeb.

Pawel Kopczynski

Depois de ter esclarecido que o levantamento das sanções não conferia automaticamente um convite para os Jogos, o Comité Olímpico Internacional (COI) rejeitou, na segunda-feira, os pedidos de convites para 15 atletas e treinadores russos para marcarem presença na Coreia do Sul.

Entretanto, a comissão de atletas do Comité Olímpico da Rússia afirmou hoje estar "extremamente dececionada" com a decisão do COI de recusar os convites. Segundo a comissão, a decisão:

"viola os direitos dos atletas 'limpos' e de igualdade e questiona a eficácia da justiça"

A quatro dias do início dos Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang2018, 168 desportistas russos estão autorizados a participar na competição, depois de ter sido considerados "limpos" por uma comissão do COI.

Os atletas vão competir sob bandeira neutra nos Jogos PyeongChang2018, que decorrem entre 09 e 25 de fevereiro.

Lusa

  • Assembleia-geral do Sporting marcada para 23 de junho
    2:57
  • Congresso do PS começa hoje na Batalha

    País

    O 22.º Congresso do PS começa hoje, na Batalha, distrito de Leiria, e durante o qual o secretário-geral, António Costa, deverá defender uma linha de continuidade estratégica, procurando, em simultâneo, projetar desafios estruturais que se colocam ao país.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • Juiz impede acesso a informações bancárias e e-mails de António Mexia
    1:50

    País

    No inquérito crime que investiga a EDP, continua um braço de ferro entre o Ministério Público e o juiz de instrução. O magistrado voltou a negar o acesso a informações bancárias e a e-mails de António Mexia, que constavam dos processos da Operação Marquês e do universo Espírito Santo.

  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC