sicnot

Perfil

Desporto

Mourinho reitera que Manchester City é um justo campeão

Jason Cairnduff

O treinador do Manchester United, o português José Mourinho, reiterou este domingo a justiça na vitória do rival City na Liga inglesa de futebol, depois da derrota caseira da sua equipa frente ao lanterna-vermelha West Bromwich, por 1-0.

"Não é justo dizer que o United lhes ofereceu o título. Não há que arranjar desculpas. Depois do jogo da semana passada [quando o United venceu o City por 3-2] , disse que, mais tarde ou mais cedo, seriam campeões. O City é um campeão justo", afirmou Mourinho.

A formação comandada por Pep Guardiola, que se tornou no primeiro treinador espanhol campeão em Inglaterra, assegurou o seu quinto título, ao contabilizar 87 pontos, contra os 71 do United, quando faltam cinco jogos às duas equipas.

"O City ganhou porque jogou melhor do que os outros, porque ontem [no sábado] derrotou o Tottenham e por que só perdeu dois jogos esta época. Não é justo dizer que foi o United que lhe ofereceu o título, o United não ofereceu nada", prosseguiu o técnico luso, em declarações à Sky Sports.

Após o desaire com o último classificado, selado com o golo de Jay Rodriguez, Mourinho lamentou a atitude da sua equipa.

"Ganharam-nos com justiça. Esta tarde fomos os mestres da complicação e os jogadores pareciam não querer jogar fácil, tudo era feito com um toque a mais, com mais uma volta, sem continuidade, nem fluidez", referiu.

Mourinho reconheceu que os jogadores dos 'red devils' estiveram displicentes.

"Eu ganhei oito campeonatos e não perco a cabeça por vencer ao City, num jogo que só vale três pontos. Muitos dos meus jogadores pensaram que ganhar ao City era o máximo, mas eu ganhei muito na minha carreira para pensar assim", rematou.

Lusa

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.