sicnot

Perfil

Economia

Portugal emite mais 4.000 M€ e reduz almofada em 2.000 M€ para reembolsar FMI

O Estado vai emitir mais 4.000 milhões de euros este ano do que o inicialmente previsto e reduzir a almofada financeira em 2.000 milhões de euros para reembolsar o FMI, disse hoje a presidente do IGCP.

LUSA

"O plano de emissões foi alterado em 6.000 milhões de euros: 2.000 milhões vão resultar da redução das reservas de liquidez e 4.000 milhões no aumento das emissões", disse hoje Cristina Casalinho no parlamento, quando questionada pelo deputado do PS João Galamba sobre como será feito o reembolso ao Fundo Monetário Internacional (FMI). 

A presidente da Agência de Gestão da Dívida Pública (IGCP) está a ser hoje ouvida na Comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública, na qual admitiu a redução da 'almofada' financeira para reembolsar o FMI. 

Até ao fim do mês de março, segundo avançou a ministra das Finanças, na semana passada, vão ser pagos 6.000 milhões de euros à instituição liderada por Christine Lagarde, acima dos 500 milhões que estavam inicialmente programados. 

Inicialmente na sua intervenção hoje no parlamento, Cristina Casalinho recordou que as necessidades de financiamento este ano são de 11.000 milhões de euros, dos quais 6.000 milhões decorrem do défice e 5.000 milhões do financiamento a empresas públicas.

A presidente do IGCP acrescentou ainda que está prevista para este ano a amortização de 7.000 milhões de euros de Obrigações de Tesouro (OT) e de EMTN (European Medium Term Notes), este último que vence em março.

"Para o resto do ano, temos emissões de 5.000 milhões de euros e temos previsto 600 milhões de euros da arrecadação dos CA [Certificados de Aforro] e CT [Certificados de Tesouro] e emissões adicionais de 8.900 milhões de euros", afirmou a presidente do IGCP, acrescentando que "a expectativa de saldo de reservas financeiras no final do ano é de 8.500 milhões de euros".



Lusa
  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Um encontro português (e inesperado) em alto mar
    2:38

    País

    A SIC tem estado a acompanhar a viagem de um navio-patrulha da Marinha Portuguesa, que está em missão de fiscalização junto à Terra Nova, no Canadá. Nos últimos dias, o navio cruzou-se com embarcações de Vila do Conde, um encontro inesperado e feliz para quem anda há mais de um mês em alto mar. 

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22