sicnot

Perfil

Economia

Auditoria forense ao BES aponta quatro atos de gestão ruinosa

Auditoria forense ao BES aponta quatro atos de gestão ruinosa

É um documento arrasador para Ricardo Salgado e para as administrações que liderou. A auditoria forense pedida pelo Banco de Portugal dá conta de 21 desobediências do ex-presidente do BES ao supervisor, em apenas sete meses, e de, pelo menos, quatro práticas de gestão ruinosa. É ainda dito que foram feitos empréstimos a administradores e empresas do grupo Espírito Santo, às escondidas do Banco de Portugal, que já tinha proibido qualquer crédito. As conclusões já foram enviadas ao Ministério Público.

  • Auditoria aponta quatro atos de gestão ruinosa à administração de Salgado
    1:57

    Queda do BES

    O Banco de Portugal já enviou ao Ministério Público os resultados da auditoria forense ao BES. O documento dá conta de 21 desobediências de Ricardo Salgado ao supervisor em apenas sete meses e de pelo menos quatro práticas de gestão ruinosa. É ainda dito que foram feitos empréstimos a administradores do BES e a empresas do Grupo Espírito Santo às escondidas do Banco de Portugal, que já tinha proibido qualquer crédito.

  • Ricardo Salgado desobedeceu ao Banco de Portugal
    1:56

    Economia

    A auditoria forense ao BES encontrou indícios de gestão ruinosa praticada pela administração do Banco Espírito e Santo e do Espírito Santo Financial Group. O Jornal de Negócios avançou ontem à noite que Ricardo Salgado desobedeceu ao Banco de Portugal. Detalhes que constam do sumário executivo que o supervisor enviou à comissão parlamentar de inquérito que investiga a gestão do BES e do GES.

  • Ricardo Salgado desobedeceu ao Banco de Portugal e praticou atos de gestão ruinosa

    Desporto

    A gestão de Ricardo Salgado desobedeceu ao Banco de Portugal 21 vezes entre dezembro de 2013 e julho do ano passado. Estes são dados que constam de uma auditoria pedida pelo supervisor à Deloitte. Além disso, de acordo com o Jornal de Negócios, Salgado praticou atos dolosos de gestão ruinosa, para além de ter concedido financiamentos em violação das regras. Em novembro de 2014, a SIC tinha já noticiado os principais pontos desta investigação.

  • Governo prepara projeto para suavizar transição para a reforma
    1:38

    Economia

    O Governo quer suavizar a transição do trabalho para a reforma. A ideia é que essa passagem seja feita gradualmente e não de um dia para o outro, o que pode ser mais traumático. O projeto prevê a possilidade de o trabalhador cumprir meio horário e acumular com meia pensão.

  • Portugal pode perder parte dos fundos comunitários
    2:21

    Economia

    Portugal arrisca-se a perder parte dos fundos comunitários atribuídos ao país, se não acelerar a execução dos programas que têm comparticipação de Bruxelas. A notícia é avançada pelo jornal Público, que revela que o país ainda está longe de cumprir as metas mínimas. O Executivo desdramatiza e acredita que serão cumpridas até ao final do ano. O Governo diz mesmo que Portugal deverá ser um dos países com melhores taxas de execução.

  • Proteína tóxica que se acumula no cérebro pode ser uma das causas do Alzheimer
    2:33

    País

    Uma proteína tóxica que se acumula no cérebro pode ser uma das causadoras do Alzheimer. A revelação, feita pelo prémio Nobel da Medicina de 2014, será discutida no terceiro dia da cimeira mundial sobre doenças neurodegenerativas na Fundação Champalimaud, em Lisboa. A partir de hoje, serão apresentadas novidade nas investigações científicas sobre a epidemia silenciosa, que atinge 50 milhões de pessoas em todo o mundo.

  • Primeiro discurso de Costa na ONU alinhado com o de Guterres

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, proferirá hoje o seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas, devendo estar muito alinhado com a agenda política apresentada na terça-feira pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, valorizando o multilateralismo.