sicnot

Perfil

Economia

Juros da dívida de Portugal a caírem em todos os prazos para mínimos de sempre

 Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a cair em todos os prazos em relação a quinta-feira, para mínimos de sempre, alinhados com os juros da Grécia, Irlanda, Itália e Espanha.

Francisco Seco

Hoje, cerca das 08:35 em Lisboa, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a cair para 1,702%, um mínimo de sempre, contra 1,794% na quinta-feira.


No mesmo sentido, os juros a dois anos também estavam a recuar para 0,151%, um mínimo histórico, contra 0,163% na quinta-feira.


A cinco anos, os juros estavam a descer para 0,805%, contra 0,887% na quinta-feira. 


A 17 de maio de 2014, Portugal abandonou oficialmente o resgate sem qualquer programa cautelar.


O programa de ajustamento solicitado por Portugal à 'troika' (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional), no valor de 78 mil milhões de euros, esteve em vigor durante cerca de três anos.


Os juros da dívida soberana da Irlanda estavam a descer a cinco e dez anos, bem como os de Itália e de Espanha em todos os prazos. 


Em relação aos juros da Grécia, estes estavam a cair a cinco e a dez anos, para valores em torno dos 12,3% e de 9,4%, respetivamente.


Lusa
  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.