sicnot

Perfil

Economia

Arménio Carlos acusa Passos de ter a "mentira como dama de companhia"

O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, disse à Lusa que o primeiro-ministro tem a "mentira como dama de companhia" referindo-se às dúvidas sobre a situação fiscal do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

João Relvas

"Esta questão da Segurança Social que envolve o primeiro-ministro, não é um processo isolado, é um processo que está inserido em outra linha de funcionamento pessoal e também político que ele tem tido ao longo dos anos porque este primeiro-ministro faz da mentira a sua dama de companhia", disse à Lusa Arménio Carlos durante a manifestação da CGTP em Lisboa. 

Para o dirigente da central sindical, que pede a demissão do governo, Pedro Passos Coelho comportou-se da mesma forma quando anunciou as promessas eleitorais "que deitou para um saco sem fundo". 

"Primeiro afirmou que foi com o desconhecimento dos rendimentos para não pagar impostos e agora a ideia de que não conhecia aquilo que todos os portugueses conheciam: que aquilo que qualquer trabalhador por conta de outrem independente e assim como as entidades patronais têm de descontar para a Segurança Social e estamos perante alguém que continua a persistir numa mentira", disse Arménio Carlos que acusa o primeiro-ministro de fugir à realidade provocada pelo próprio Executivo. 

"Não estamos só a falar de alguém que neste caso concreto não assume para si os sacrifícios que quer impor aos outros", afirmou, acrescentando que o Presidente da República é o principal "apoiante" do Governo.

"O que é mais grave é que confirmamos que o Presidente da República é o estratega do desenvolvimento da política do Governo e continua a levar ao colo este Governo, independentemente dos escândalos em que caiu", concluiu.

Os trabalhadores dos distritos de Lisboa e de Setúbal manifestam-se hoje em Lisboa, no âmbito de uma jornada de luta da CGTP-IN, em defesa de melhores salários e emprego e contra a desregulação dos horários de trabalho. 

A Jornada Nacional de Luta da Intersindical decorre de forma descentralizada, com manifestações e concentrações em todos os distritos do país sob o lema: Romper com a política de direita! Construir uma alternativa de Esquerda e Soberana! 

 A central sindical convocou o dia de protesto com o objetivo de "prosseguir e intensificar a luta reivindicativa pelo aumento dos salários, pelo emprego e combate à precariedade, pelas 35 horas de trabalho e contra a desregulamentação dos horários".

Lusa
  • O preconceito em relação aos transexuais
    34:09
  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura ao Governo

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC

  • A cadela que desistiu da CIA para ir "perseguir esquilos e coelhos"

    Mundo

    Nem todos os cães têm aptidão para combater o crime. Este é o caso de Lulu, uma cadela que estava a treinar para ser agente da CIA, mas que acabou por entrar na reforma ainda durante os treinos. Através do Twitter, a agência norte-americana anunciou na semana passada que Lulu já não iria treinar mais e que tinha sido adotada pelo agente que a treinava.

    SIC

  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC