sicnot

Perfil

Economia

BCE já comprou 9.751 milhões de euros de dívida pública

O Banco Central Europeu (BCE) informou hoje que na semana passada comprou dívida pública no valor de 9.751 milhões de euros.

(Arquivo Reuters)

(Arquivo Reuters)

© Ralph Orlowski / Reuters

Este número já tinha sido avançado na passada quinta-feira por um dos membros do conselho executivo da entidade, Benoit Coeuré, pelo que não deverá incluir a compra de ativos feita no final da semana.

O BCE vai publicar semanalmente a quantidade de dívida que adquiriu, depois de ter iniciado na passada segunda-feira o seu programa de compra de dívida pública, através dos bancos centrais nacionais da zona euro.

Até agora o BCE tem comprado dívida privada (dívida titularizada e obrigações hipotecárias) no valor mensal de 13 mil milhões de euros.

A manter-se o ritmo da semana passada, o volume mensal do programa de obrigações do setor público será de 47 mil milhões de euros, prevê o BCE.

Em finais de janeiro, o presidente do BCE, Mario Draghi, anunciou o lançamento de um programa alargado de compra de dívida pública e privada ao ritmo mensal de 60 mil milhões de euros, destinado a impulsionar a economia da zona euro e a combater a inflação baixa.

Lusa
  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC