sicnot

Perfil

Economia

Governo garante que não está preocupado com os reparos do FMI

Governo garante que não está preocupado com os reparos do FMI

O FMI acusa o Governo português de ter desistido de fazer reformas por causa das eleições. O Fundo Monetário Internacional vai publicar esta tarde uma avaliação intercalar da economia portuguesa, que deverá criticar a forma como o Governo tem gerido a política orçamental. Mas o Executivo garante que não está preocupado com os reparos do FMI.

  • "Agora já não é que se lixem as eleições e vale para todos"
    2:45

    José Gomes Ferreira

    José Gomes Ferreira dá razão a alguns reparos do Fundo Monetário Internacional. O FMI acusa o Governo de ter desistido de fazer reformas por causa das eleições. José Gomes Ferreira concorda e diz que “os períodos pré-eleitorais não são propícios a reformas". "Agora já não é que se lixem as eleições e vale para todos", sublinha o comentador da SIC.

  • Passos diz não temer avaliação anual do FMI
    0:49

    Economia

    O primeiro-ministro diz que não tem razões para temer a avaliação do FMI. Perante as críticas do Fundo Monetário Internacional - que acusa o Executivo de ter desistido de reformas estruturais - Passos Coelho garante que o país vai cumprir todas as metas previstas. As declarações foram proferidas esta segunda-feira, em Sines.

  • Um homem de 83 anos é a 42.ª vítima dos incêndios
    1:27

    País

    Subiu para 42 o número de vítimas mortais nos incêndios deste domingo. Um homem de 83 anos foi encontrado sem vida em Lugar de Covelo, em Vouzela. O número de feridos mantém-se, 14 estão em estado grave. A maior parte das mortes aconteceu no distrito de Coimbra (20) e Viseu (19). Segundo a Proteção Civil, já não há desaparecidos. Sete pessoas estavam dadas como desaparecidas e apenas uma foi encontrada sem vida. Um bebé de poucos meses tinha sido dado como morto, mas foi encontrado com vida.

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08