sicnot

Perfil

Economia

PM da Grécia pede reunião especial com Juncker, Draghi, Merkel e Hollande

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, pediu hoje ao presidente do Conselho Europeu que organize uma reunião especial com os líderes da Comissão Europeia, BCE, França e Alemanha à margem da cimeira europeia de quinta-feira, informaram fontes governamentais. 

Reuters

Segundo as fontes, citadas pela agência EFE, Tsipras pediu a Donald Tusk que a reunião conte com a participação do presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, da chanceler alemã, Angela Merkel, e do presidente francês, François Hollande. 

O objetivo do primeiro-ministro grego é colocar a questão da dívida grega ao mais alto nível político europeu.

Numa entrevista publicada na segunda-feira pelo diário Ethnos, Alexis Tsipras afirmou que o acordo alcançado no Eurogrupo "foi claro" e "deve ser respeitado".

"Se se continuar a boicotar o acordo de 20 de fevereiro, torna-se claro que é necessário um acordo ao mais alto nível político", disse.

Segundo a imprensa grega, as negociações técnicas com os representantes da Comissão, do BCE e do Fundo Monetário Internacional (FMI) estão a ser difíceis devido à imposição de exigências que Atenas considera não respeitarem o acordo alcançado no Eurogrupo
  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC