sicnot

Perfil

Economia

Pilotos da Lufthansa voltam à greve no sábado

O sindicato alemão Cockpit, que representa os pilotos da companhia aérea Lufthansa, marcou hoje uma nova greve para sábado para os voos de longo curso e de transporte de mercadorias.

© Michaela Rehle / Reuters

A greve dos pilotos da Lufthansa teve início quarta-feira e obrigou a companhia alemã a cancelar naquele dia 750 voos. Hoje, a greve afetou as operações de longo curso e de mercadoria e obrigou ao cancelamento de 84 voos, segundo um porta-voz da empresa.

Na sexta-feira, os pilotos voltam a paralisar e a Lufthansa cancelou já 700 voos de pequeno e médio curso.

Numa declaração, o sindicato criticou a "posição rígida" da empresa e disse estar pronto para se "sentar à mesa das negociações".

A greve dos pilotos de sábado terá um impacto similar à greve de hoje, segundo o porta-voz da empresa.

Os pilotos contestam a alteração das condições para o fim de carreira e querem manter a possibilidade de passar à pré-reforma aos 55 anos, com 60% do salário.

A Lufthansa disse que o custo das greves no ano passado ascendeu a 232 milhões de euros.











Lusa
  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.