sicnot

Perfil

Economia

PS exige demissão de Paulo Núncio

PS exige demissão de Paulo Núncio

O PS exigiu esta quarta-feira, no Parlamento, a demissão do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais. Os socialistas consideram que as explicações de Paulo Núncio, na semana passada, sobre a lista VIP de contribuintes, mostram que o governante não tem condições para continuar no cargo.

  • Ferreira Leite diz que Paulo Núncio não tem condições para continuar no cargo
    1:17

    Economia

    Manuela Ferreira Leite diz que o primeiro-ministro não pode ser responsabilizado pelo caso da "Lista VIP", mas garante que o secretário de Estado Paulo Núncio não tem condições para continuar no cargo. A ex-ministra das Finanças considera que o governante foi de tal forma desrespeitado que perdeu autoridade para dar ordens ou instruções à Autoridade Tributária.

  •  "Se dizem que aprovei, onde está a prova?"
    3:43

    Economia

    O Partido Socialista quer o Ministério Público a investigar a alegada lista de contribuintes VIP da Autoridade Tributária. O anúncio encerrou a audição desta noite ao secretário de Estado dos Assuntos Fiscais no Parlamento. Uma audição que estava marcada para as 16h30, mas que acabou por começar perto 20h00. Paulo Núncio afirmou ser "visceralmente" contra a existência de uma lista de contribuintes específicos e garantiu que não há provas que o envolvam neste caso simplesmente porque não aprovou, não deu instruções e nem sequer tinha conhecimento desta questão.

  • Lista VIP é "novela de má qualidade"
    0:54

    País

    Luís Marques Mendes diz que Paulo Núncio está politicamente fragilizado, apesar da Autoridade Tributaria desmentir o envolvimento do secretario de Estado na criação da lista de contribuintes VIP. O comentador da SIC diz que o caso é uma novela de má qualidade.

  • Cinco mortos provocados pelo tufão Hato em Macau
    1:13
  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.