sicnot

Perfil

Economia

Mota Soares afirma que foi possível descongelar acesso a pensões antecipadas

Mota Soares afirma que foi possível descongelar acesso a pensões antecipadas

O ministro da Segurança Social nega as acusações da Conferação Nacional de Reformados, Pensionistas e Idosos. Pedro Mota Soares diz que foi possível, em janeiro, descongelar o acesso a pensões antecipadas, devido ao quadro de recuperação económica do país.

  • Pensionistas sem pensões de reforma disponíveis

    País

    Há pensionistas que contavam ter hoje as respetivas pensões de reformas disponíveis, mas tal não aconteceu. Contactada pela SIC, a Segurança Social confirmou atrasos nos pagamentos, mas garante que da parte do instituto as transferências foram feitas nos prazos previstos. Segundo a Segurança Social, houve sim duas instituições bancárias que tiveram problemas informáticos na regularização dos créditos. Uma delas conseguiu regularizar tudo até às 10 da manhã de hoje, a outra pretende regularizar os pagamentos em atraso até ao final do dia de hoje.

  • Subir Lall insiste na necessidade de mudanças no sistema de pensões
    1:16

    Economia

    Subir Lall considera que o chumbo do Tribunal Constitucional à convergência de pensões não deve ser um impedimento para que a discussão seja retomada. O chefe de missão do FMI insiste que é preciso avançar com a reforma do sistema de pensões, uma vez que muito do ajustamento do lado da despesa ainda está por fazer.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.