sicnot

Perfil

Economia

Cerca de 90 por cento dos comboios parados devido a greve na CP

Cerca de 90 por cento dos comboios da CP estão parados devido à greve na empresa, que mantém encerradas 95 por cento das bilheteiras, disse hoje à agência Lusa fonte sindical.

LUSA/ ARQUIVO

"A empresa não assume as consequências desta greve de quatro dias e de ter prejudicado centenas de milhares de pessoas, quando teve nove meses para acatar a decisão do tribunal em relação à indemnização devida aos trabalhadores", afirmou Luís Bravo, presidente do Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial e Itinerante, que inclui os funcionários das bilheteiras e os revisores.

Esta greve foi convocada pelo Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial Itinerante (SFRCI) para reclamar o cumprimento da decisão dos tribunais relativa ao pagamento dos complementos nos subsídios desde 1996.

"A CP fez um comunicado muito duro a criticar a decisão do colégio arbitral, mas foi a empresa que dispensou os serviços mínimos nos feriados", acrescentou o dirigente sindical.

De acordo com dados da CP, apenas 18 dos 262 comboios programados circularam até às 8:00 de hoje devido à greve.

  • Trabalhos no viaduto terminaram, mas trânsito continua condicionado em Alcântara
    1:23

    País

    Não há, para já, previsão para o restabelecimento da normalidade em Alcântara. Os trabalhos para colocar o viaduto de Alcântara na posição correta, depois do desvio registado num pilar, decorreram esta madrugada. O trânsito mantém-se por isso condicionado no sentido Cascais-Lisboa, como explicou o repórter da SIC, Paulo Varanda.

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.