sicnot

Perfil

Economia

Trabalhadores ferroviários concentram-se hoje contra "desmembramento do setor"

Os representantes dos trabalhadores das empresas ferroviárias concentram-se hoje, em Lisboa, para alertar para o "desmembramento do setor", no dia em que se assinalam 40 anos da nacionalização da CP -- Comboios de Portugal. 

MIGUEL A. LOPES

Aproveitando a realização do Congresso Ferroviário no Instituto Superior Técnico (IST), a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans) promove uma manifestação em frente ao instituto contra a privatização da CP Carga e da EMEF - Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário, a fusão da Refer com a Estradas de Portugal e a concessão de linhas da CP. 

"O nosso objetivo é denunciar o que está em causa com a política do Governo, de desmembrar um setor, que devia ser uma aposta", adiantou Abílio Carvalho, da direção da Fectrans, à Lusa. 

À concentração, agendada para as 14:00, juntam-se os reformados da ferrovia para reivindicar a reposição do direito ao transporte gratuito, retirado pelo Orçamento do Estado para 2013. 

Na passada quinta-feira, o Governo aprovou em Conselho de Ministros a fusão da Estradas de Portugal e da Refer na Infraestruturas de Portugal, que será uma realidade a 01 de maio ou a 01 de junho, dependendo da promulgação do diploma pela Presidência da República. 

Duas semanas antes, o Governo tinha aprovado os processos de privatização da CP Carga e da EMEF, que deverão estar concluídas até ao final da legislatura, depois de um longo processo negocial com Bruxelas sobre as ajudas do Estado às duas empresas. 



  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.