sicnot

Perfil

Economia

Católica melhora previsão de crescimento da economia em 2015 para os 2,2%

A Universidade Católica reviu em alta as estimativas para a economia portuguesa em 2015, antecipando um crescimento de 2,2% este ano, mas alertou para uma "política orçamental muito passiva" que pode ter "consequências negativas no défice".

© Rafael Marchante / Reuters

Na folha trimestral de conjuntura, hoje divulgada, o Núcleo de Estudos sobre a Conjuntura da Economia Portuguesa (NECEP), da Universidade Católica, melhorou a previsão de crescimento económico para este ano dos 1,9% para os 2,2% e, considerando apenas o primeiro trimestre de 2015, previu que o Produto Interno Bruto (PIB) tenha crescido 0,9% em cadeia e 2,1% em termos homólogos.

No entanto, o NECEP alerta que este crescimento pode "estar a ser suportado por uma política orçamental muito passiva, com consequências negativas no défice que obriguem a ajustamentos orçamentais novamente agressivos durante a maior parte do próximo ciclo político".

O NECEP refere que Portugal "está agora numa fase clara de recuperação e já estará a beneficiar da descida acentuada do preço do petróleo, da desvalorização do euro e da passividade orçamental de 2015".

Para os economistas, o desempenho da economia em 2015 "deverá ser influenciado positivamente pelo ambiente externo e interno, que se conjugam agora de forma muito favorável ao crescimento do produto".

De acordo com a nota hoje divulgada, a melhoria das previsões do NECEP deve-se sobretudo ao "forte crescimento esperado para o primeiro trimestre", mas também à "inexistência de consequências óbvias da crise do BES no andamento da economia portuguesa".

Por outro lado, acrescentam, a melhoria nas condições de financiamento "não parece ter sido ainda suficiente para iniciar uma recuperação sólida do investimento", embora este já esteja a crescer desde o segundo trimestre de 2014.

Além disso, os economistas da Católica apontam "dois sinais adversos" a estas projeções: "a inexistência de sinais inequívocos de uma forte recuperação do investimento" e "a existência de sinais contraditórios no mercado de trabalho que sugerem que o desemprego pode ter subido ligeiramente no primeiro trimestre do ano".

Para 2016, o NECEP também melhorou as estimativas de crescimento económico, antecipando um crescimento de 1,9% no próximo ano (contra os 1,8% anteriormente previstos), justificando que "os efeitos favoráveis de 2015 se deverão prolongar no próximo ano".

Nas últimas previsões apresentadas pelo Governo para este ano, conhecidas em outubro de 2014 aquando da apresentação da proposta de Orçamento do Estado para 2015, o executivo apontava para um crescimento de 1,5% em 2015.

Quanto às previsões para 2016, o Governo antecipou no Documento de Estratégia Orçamental (DEO), apresentado em abril do ano passado, que a economia portuguesa deveria crescer 1,7% no próximo ano.


Lusa
  • "Estamos vivos"
    11:41

    Reportagem Especial

    Os incêndios de 15 de outubro provocaram sete milhões de euros de prejuízos em empresas da região Norte. Castelo de Paiva foi o concelho mais atingido, o fogo destruiu várias casas e empresas que davam trabalho a cerca de 200 pessoas. Um mês depois do incêndio, a Reportagem Especial da SIC foi ver o que está a ser feito para ajudar a população.

  • Administrador recebia 420 mil € por ano quando aldeamento passava dificuldades
    4:39

    Operação Marquês

    A Caixa Geral de Depósitos tentou cortar para metade o salário do presidente do Conselho de Administração de Vale do Lobo, mas não conseguiu. Diogo Gaspar Ferreira ganhava 420 mil euros por ano, quando o empreendimento estava enterrado em dívidas. A Autoridade Tributária estima também que o arguido da Operação Marquês não tenha declarado 400 mil euros pagos pelo aldeamento.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27
  • Político oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Peru faz aparição especial na Casa Branca
    1:10

    Mundo

    Os norte-americanos estão a preparar-se para o tradicional Dia de Ação de Graças, assinalado na próxima quinta-feira. O tradicional peru fez esta terça-feira uma aparição especial na sala de conferências de imprensa, na Casa Branca, em Washington. O peru é o prato tradicional no Dia de Ação de Graças, uma data de louvor a Deus, que remonta ao século XVII e que é celebrada na quarta quinta-feira de novembro, sobretudo nos Estados Unidos da América e no Canadá.

  • Sara Sampaio brilha em Xangai
    1:50