sicnot

Perfil

Economia

Tarifas de gás natural descem 7,3% para famílias e 12% para empresas

As tarifas dos gás natural para consumidores no mercado regulado descem entre 7,3% e 12%. Na tarifa social a descida será de 7,3%, divulgou hoje a entidade reguladora dos serviços energéticos.

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

© Regis Duvignau / Reuters

O regulador propõe a descida para o período que se inicia a 01 de julho, aplicadas aos clientes domésticos e pequenos comércios que se mantêm no mercado regulado.

Neste escalão estão os consumidores finais que têm um consumo anual inferior ou igual a 10.000 metros cúbicos.

De acordo com um comunicado hoje divulgado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), a descida das tarifas, tanto para estes, como para os restantes consumidores, irá fazer-se em duas fases, começando já em maio, de forma a acomodar os valores à redução dos preços do petróleo.

Desta forma, a 01 de maio deverá ocorrer uma descida de 3,9% face ao valor que tinha entrado em vigor em julho de 2014 para os consumidores domésticos e pequenos comércios, seguindo-se nova descida, de 3,5%, a 01 de julho.

A proposta da ERSE quanto aos preços que vigoram a partir de 1 de julho vai ser apreciada pelo Conselho Tarifário, que terá de emitir o seu parecer até 15 de maio.

  • Resgate de mais de 300 migrantes no Mediterrâneo
    2:08
  • 10 Minutos com Eurico Reis
    11:20

    10 Minutos

    Há quatro meses que Portugal é um dos poucos países europeus onde é possível recorrer à gestação de substituição. E há já um casal que teve luz verde para começar os tratamentos. Para um balanço, foi nosso convidado Eurico Reis, juiz desembargador e presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, a entidade que autoriza os processos de gestação de substituição.

    Entrevista completa

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01