sicnot

Perfil

Economia

Rússia ultrapassou o "pico" da crise económica, garante Putin

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou hoje que o país já ultrapassou o pior da crise económica provocada pelas sanções económicas ocidentais e pela queda do preço do petróleo.

© Ilya Naymushin / Reuters

"O rublo estabilizou e fortaleceu-se", disse Putin, na entrevista televisiva anual em que responde a perguntas de cidadãos russos. 

"Os especialistas acreditam que ultrapassámos o pico dos problemas", acrescentou.

Depois da rápida desvalorização do rublo no final do ano passado, a moeda russa recuperou, atingindo o valor mais alto dos últimos cinco meses, num contexto de apaziguamento do conflito no leste da Ucrânia graças ao acordo de cessar-fogo de 20 de fevereiro e de estabilização do preço do petróleo.

Na quarta-feira, o rublo ficou abaixo da marca "psicológica" dos 50 rublos por dólar, o valor mais alto registado desde novembro.

Vladimir Putin elogiou o plano do Governo para reavivar a economia e desvalorizou problemas como a inflação, o desemprego e a fuga de capitais (estimada em mais de 100 mil milhões em 2014), assegurando que não são "catastróficos".

O Presidente russo tinha afirmado anteriormente que a economia russa precisaria de dois anos para voltar aos níveis anteriores à crise, mas hoje afirmou que a recuperação pode ocorrer num período mais curto.

Advertiu contudo os russos de que não devem esperar um levantamento das sanções ocidentais para breve. "Trata-se de usar tudo isto a nosso favor", disse.

A Rússia é alvo de sanções económicas impostas pela União Europeia e pelos Estados Unidos desde a anexação da península ucraniana da Crimeia, há um ano, e pelo apoio aos separatistas do leste que combatem as forças militares ucranianas.

Putin considerou, no entanto, que as sanções não têm a ver com o conflito na Ucrânia, visando antes conter o desenvolvimento da Rússia.

"Disse aos empresários que, por agora, não é de esperar o levantamento das sanções, porque não se trata de uma questão meramente política. Para alguns dos nossos parceiros é uma questão de interação estratégica para conter o desenvolvimento da Rússia", disse.

Lusa
  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano