sicnot

Perfil

Economia

Costa diz que Passos tem de ler propostas do PS antes de falar

Costa diz que Passos tem de ler propostas do PS antes de falar

António Costa aconselha Passos Coelho a ler primeiro o programa apresentado pelo PS e a comentar depois. O líder do PS promete cumprir todas as metas do défice e da dívida, e diz que tem números para apresentar, ao contrário do Governo. ("Uma década para Portugal" - http://www.ps.pt/images/imprensa/relatorio_umadecadaparaportugal_20042015.pdf)

  • Passos fala em "miopia de curto prazo" por parte do PS
    2:04

    País

    Está instalada a troca de palavras que antevê um ano eleitoral muito aceso. Tudo por causa das propostas apresentadas esta terça-feira pelo PS. Passos Coelho fala em eleitoralismo e num regresso ao passado, e avisa que o crescimento económico tem de acontecer sem solavancos ou miopia de curto prazo. ("Uma década para Portugal" - http://www.ps.pt/images/imprensa/relatorio_umadecadaparaportugal_20042015.pdf)

  • Governo deixa fortes críticas às propostas socialistas no Parlamento
    3:15

    Economia

    O debate desta quarta-feira no Parlamento era sobre o Programa de Estabilidade do Governo, mas a ministra das Finanças e o vice-primeiro-ministro aproveitaram para acusar os socialistas de irrealismo e de quererem conduzir o país para um novo resgate, em referência às propostas macroeconómicas do PS. ("Uma década para Portugal" - http://www.ps.pt/images/imprensa/relatorio_umadecadaparaportugal_20042015.pdf)

  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.