sicnot

Perfil

Economia

Governo não vai decretar requisição civil à greve da TAP

O Governo não vai decretar requisição civil à greve dos pilotos da TAP, marcada entre 01 e 10 de maio, confirmou hoje à Lusa fonte do ministério tutelado por António Pires de Lima.

Lusa

Contactado pela Lusa, fonte do ministério da Economia disse "que o ministro anunciou que o Governo não iria fazer uso da requisição civil".

António Pires de Lima tinha avançado à RTP que o Executivo não iria decretar a requisição civil.

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) anunciou hoje que a adesão dos pilotos à greve ascende a 90%, considerando que é um reflexo do sentimento de revolta dos trabalhadores

Os pilotos da TAP marcaram uma greve, entre 01 e 10 de maio, por considerarem que o Governo não está a cumprir o acordo assinado em dezembro de 2014, nem um outro, estabelecido em 1999, que lhes dava direito a uma participação no capital da empresa no âmbito da privatização. 











Lusa
  • Fogo em Setúbal dominado
    2:31

    País

    O incêndio que deflagrou na terça-feira em Setúbal está dominado. As chamas chegaram a ameaçar as casas, o que obrigou à retirada de cerca de 500 pessoas das habitações, como medida de precaução. Também o Hotel do Sado teve de ser evacuado.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.