sicnot

Perfil

Economia

Webasto avança com despedimento coletivo de 90 trabalhadores

A Webasto, empresa que produz o teto retrátil do Volkswagen EOS, pretende avançar com o despedimento coletivo de 90 trabalhadores quando terminar a produção daquele veículo na Autoeuropa, disse hoje João Galvão, da Comissão de Trabalhadores.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

"A administração da empresa teve de se precaver, porque, apesar de não haver ainda informação oficial sobre o fim da produção do Volkswagen EOS, tudo indica que a Autoeuropa vai deixar de ter esse modelo no sistema de produção a partir de 03 de julho", disse o representante dos trabalhadores da Webasto.

João Galvão adiantou que a Comissão de Trabalhadores já tem um "pré-acordo" com a administração da empresa, que prevê "contrapartidas mais vantajosas para os trabalhadores do que as que estão previstas no Código de Trabalho". 

Questionado pela Lusa, João Galvão disse não ter qualquer informação da administração sobre o eventual encerramento da fábrica da Webasto, embora não exclua essa possibilidade. 

"A empresa não vai encerrar para já. Somos 107 trabalhadores e o despedimento coletivo só abrange os 90 trabalhadores da linha de produção. Possivelmente vai fechar mais tarde, mas, até agora, não nos foi comunicado o encerramento da empresa", frisou.

 O Volkswagen EOS é um carro com capota retrátil produzido na Autoeuropa desde 2006. 

Lusa
  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.