sicnot

Perfil

Economia

Bruxelas espera menos crescimento que o Governo para 2016

A Comissão Europeia espera que Portugal cresça 1,6% este ano, em linha com a previsão governamental, mas está menos otimista do que o Executivo para 2016, prevendo um crescimento de 1,8%, contra os 2% antecipados pelo Governo. 

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

Nas previsões económicas da primavera, hoje publicadas, os técnicos europeus antecipam que o PIB real cresça 1,6% em 2015, uma previsão que confirma a apresentada em fevereiro e que coincide com a do Governo.


Para 2016, Bruxelas antecipa que a economia portuguesa cresça 1,8%, uma décima de ponto percentual acima do que o antecipado nas últimas projeções económicas mas dois pontos abaixo da estimativa do Governo, que espera um crescimento de 2% no próximo ano.

Bruxelas afirma que o crescimento económico está a "ganhar impulso" e que a procura doméstica deverá ser "o principal motor do crescimento", ainda que "o impacto negativo das exportações líquidas se desvaneça ao longo do horizonte da previsão".


A Comissão Europeia espera que as exportações acelerem para um crescimento de 5 a 6% este ano e no próximo, devido às previsões de crescimento positivas dos principais parceiros comerciais de Portugal e ao enfraquecimento do euro, e antecipa que as importações desacelerem em 2015 mas que recuperem em 2016, devido à "forte procura interna".


Quanto ao mercado de trabalho, Bruxelas prevê que, depois de uma criação de emprego "relativamente forte" em 2014, se verifique uma desaceleração para os 0,6% em 2015 e para os 0,7% em 2016. 


A taxa de desemprego deverá ficar nos 13,4% este ano e nos 12,6% no próximo, números que mantêm a previsão avançada por Bruxelas em fevereiro.


Depois de ter acelerado para os 0,4% em março, a inflação deverá continuar baixa nos próximos meses, tendo em conta os baixos preços da energia, mas a Comissão espera que haja "pressões em alta" no final de 2015 decorrentes dos aumentos salariais moderados e do baixo valor do euro.



Lusa
  • Costa desvaloriza ameaça e mantém planos de visita a Angola
    2:27

    Economia

    O governo angolano reagiu duramente à acusação do Ministério público portugues contra o vice-presidente de Angola. Luanda diz que a acusação é um sério ataque à República de Angola que pode perturbar as relações entre os dois paises. António Costa desvaloriza a ameaça e mantém os planos de uma visita a Angola na primavera.

  • Catarina Martins diz que é preciso ouvir os dois secretários de Estado sobre offshores
    1:27

    Economia

    O Bloco de Esquerda diz que participa com empenho em todas as comissões de inquérito, mas insiste que não faz sentido suspender o trabalho da comissão em curso sobre a Caixa Geral de Depósitos. Catarina Martins esteve esta manhã em Estremoz, onde comentou também o caso das transferências para offshores. A coordenadora do Bloco diz que é preciso ouvir os dois Secretários de Estado dos assuntos fiscais para perceber o que se passou.

  • Brasil já tirou o "pé do chão"
    1:59

    Mundo

    Já começaram os desfiles e festas de carnaval, no Rio de Janeiro.Esta sexta feira foi o início oficial das celebrações com centenas de milhar de pessoas nas ruas até de madrugada.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Atores de Hollywood contra Trump
    1:44

    Mundo

    Centenas de pessoas juntaram-se em mais um protesto contra o presidente dos Estados Unidos. A manifestação, em Beverly Hills, juntou várias estrelas de Hollywood.