sicnot

Perfil

Economia

Siemens anuncia redução adicional de 4.500 empregos a nível mundial

 O grupo alemão Siemens anunciou hoje que vai suprimir 4.500 postos de trabalho adicionais em todo o mundo, além da redução de 7.800 anunciada em fevereiro, como parte de um plano de reestruturação em curso.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Lukas Barth / Reuters

O corte vai afetar cerca de 2.200 empregos na Alemanha.

A Siemens, com sede em Munique, conta atualmente com mais de 300.000 funcionários.

O presidente executivo da Siemens, Joe Kaeser, revelou em maio de 2014 que a maior empresa de engenharia da Europa pretendia cortar pelo menos 11.600 postos de trabalho, numa ação para reduzir custos de mil milhões de euros até 2016.

O anúncio dos cortes adicionais foi feito a par da apresentação dos resultados financeiros da empresa, que aumentou em 92% o lucro líquido do primeiro semestre fiscal (iniciado em outubro de 2014), até 5.004 milhões de euros, após a venda de ativos.

Só no segundo trimestre fiscal (entre janeiro e março), os lucros líquidos foram de 3.890 milhões de euros, ou seja, mais 247% do que nos primeiros três meses do ano passado, informou a empresa, que beneficiou da depreciação do euro frente ao dólar.


Lusa
  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.