sicnot

Perfil

Economia

Lucro da REN aumenta quase 50% para 39,4MEuro até março

O lucro da REN aumentou 49,8% no primeiro trimestre deste ano, para 39,4 milhões de euros, em relação ao período homólogo, em grande parte resultado da venda da participação na Enagás.

(Sic/Arquivo)

(Sic/Arquivo)

Em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa liderada por Rodrigo Costa adianta que "a venda da participação da Enagás sustentou em grande medida esta 'performance', a qual, no entanto, foi penalizada pela contribuição extraordinária aplicada ao setor energético, bem como pelas alterações na remuneração induzidas pelo novo quadro regulatório do negócio da eletricidade".  

Sem considerar os efeitos extraordinários, o resultado líquido diminuiria 2,9 milhões de euros, para 30,3 milhões de euros.

No primeiro trimestre, o EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) situou-se nos 138,3 milhões de euros, uma subida de 9,4% face a idêntico período de 2014, também beneficiando da venda da participação na Enagás (20,1 milhões de euros), e penalizado pelas alterações regulatórias introduzidas recentemente no setor elétrico.

Até março, o investimento da gestora das redes energéticas diminuiu 12%, para 8,4 milhões de euros, mantendo a tendência de decréscimo registada em 2014. 

A dívida líquida caiu 0,2% para os 2.371 milhões de euros no primeiro trimestre de 2015, no mesmo período, mas o custo médio da divida baixou para 4,1% face aos 4,8% dos primeiros três meses de 2014.

Em maio, a REN pagará um dividendo de 17,1 cêntimos por ação, relativamente ao resultado líquido de 2014
  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.