sicnot

Perfil

Economia

Concursos para subconcessão do Metro de Lisboa e da Carris prolongados

Os concursos internacionais para a subconcessão do Metropolitano de Lisboa e da rodoviária Carris, que deviam terminar na quinta-feira, foram prolongados para data indeterminada devido ao número de questões colocadas pelos interessados, disse fonte da Transportes de Lisboa.

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

"Devido ao número de questões colocadas pelos concorrentes, o prazo para entrega de propostas será prorrogado em conformidade. Por estar dependente da conclusão das respostas não nos é possível avançar com a data pretendida", informou a mesma fonte.

O Governo aprovou a 26 de fevereiro a subconcessão Metro e da Carris e, em março, foi publicado em Diário da República o anúncio do concurso público internacional, que dava até às 23:59 do 52.º dia a partir da publicação do concurso para apresentação das candidaturas.

De acordo com esta disposição, os candidatos à subconcessão teriam até 14 de maio para apresentar as propostas.

Entretanto, a 05 de maio, a Câmara Municipal de Lisboa informou que o Tribunal Administrativo de Lisboa aceitou as providências cautelares interpostas pelo município contra a subconcessão das duas empresas públicas, suspendendo os concursos.

Num comunicado divulgado no mesmo dia, o gabinete do secretário de Estados das Infraestruturas, Transportes e Comunicações confirmou que "a Carris e o Metro de Lisboa foram efetivamente citadas, no final de abril, de uma providência cautelar apresentada pelo município de Lisboa, tendo por fim a suspensão dos atos de lançamento do concurso público".

Na sequência desta decisão, o Governo anunciou que a Carris e o Metropolitano entregaram no Tribunal Administrativo uma "resolução fundamentada" no interesse público para travar a suspensão dos concursos.

"A Carris e o Metro de Lisboa apresentaram hoje [05 de maio] mesmo em tribunal uma resolução fundamentada na qual declaram que o diferimento do concurso é gravemente prejudicial para o interesse público", informou o gabinete do secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro.

De acordo com a mesma fonte, o concurso deixou de estar suspenso e retomou então "a sua tramitação nos termos previstos na lei e do caderno de encargos".



Lusa
  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.