sicnot

Perfil

Economia

Combate ao desemprego jovem na UE recebe 1.000 M€ em 2015

O Conselho da União Europeia (UE) aprovou hoje, em Bruxelas, o aumento dos pagamentos antecipados da iniciativa garantia jovem de combate ao desemprego para quase mil milhões de euros para este ano.

© Francois Lenoir / Reuters

Segundo um comunicado do Conselho da UE, em vez dos 67 milhões de euros previstos para 2015, os Estados-membros irão receber cerca de mil milhões de euros em pagamentos antecipados, através do aumento da taxa de pré-financiamento de 1% - ou 1,5% para países sob programas de assistência financeira - para 30%.

A decisão de hoje tem como objetivo aliviar a carga orçamental dos Estados-membros, permitindo-lhes aplicar rapidamente medidas de combate ao desemprego jovem.

Segundo o comunicado, as regras em vigor não permitem que seja atingida a massa crítica financeira para permitir que os Estados-membros comecem a aplicar as ações previstas na Iniciativa Emprego Jovem, adotada em fevereiro de 2013 sob proposta da 'Comissão Barroso'.

A falta de fundos impede os 28 de avançar com pagamentos suficientes aos beneficiários da garantia jovem, que ficam assim sem ajuda para encontrar um emprego ou um estágio remunerado.

A proposta hoje adotada teve já o aval do Parlamento Europeu.


Lusa
  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.