sicnot

Perfil

Economia

Brasil comprou 1,2 milhões de euros de vinho do Porto entre janeiro e abril

O Brasil comprou 1,2 milhões de euros de vinho do Porto nos primeiros quatro meses do ano, consolidando a recuperação neste mercado iniciada em 2014, segundo dados do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP).

Nos primeiros quatro meses de 2015, o volume de negócios da exportação de vinho do Porto para o Brasil cresceu 11,2%, atingindo os 1,2 milhões de euros. (Arquivo)

Nos primeiros quatro meses de 2015, o volume de negócios da exportação de vinho do Porto para o Brasil cresceu 11,2%, atingindo os 1,2 milhões de euros. (Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

O ano de 2011 foi histórico nas exportações, com 5,4 milhões de euros de vendas para o Brasil, representando o melhor dos últimos 60 anos em termos de exportações para aquele país da América do Sul.

"Depois de um reajustamento, estamos a assistir a uma recuperação do vinho do Porto no mercado brasileiro. No ano passado as exportações já atingiram 3,8 milhões de euros e este ano estão a crescer a dois dígitos", afirmou hoje à agência Lusa Manuel de Novaes Cabral, presidente do IVDP.

Nos primeiros quatro meses de 2015, o volume de negócios da exportação de vinho do Porto para o Brasil cresceu 11,2%, atingindo os 1,2 milhões de euros. 

Pelo meio, verificou-se uma quebra que poderá estar relacionada com a intenção do Governo brasileiro de aumentar as "já muito elevadas taxas" de exportação para aquele país.

Esta intenção não se concretizou devido à pressão da Europa e dos próprios brasileiros, entre empresários, sommelier e apreciadores de vinho.

Manuel Cabral salientou que o Brasil está na lista dos 12 principais mercados de vinho do Porto, que é liderado pela França, e que no seu conjunto representam 90% das vendas deste produto que é feito na mais antiga e regulamentada região demarcada do mundo.

Em 2014, comercializou-se um total de 363,5 milhões de euros desta bebida.

"Para além de apostarmos em outros mercados, é muito importante focarmo-nos nestes mercados", salientou.

O Brasil é, de acordo com o responsável, "um mercado estratégico e muito importante para os vinhos da Região Demarcada do Douro, não só pela sua dimensão, mas pelo perfil do consumidor desejoso de novas experiências, o que é uma excelente oportunidade para a contínua aposta na valorização do produto".

Precisamente ser considerado um "mercado estratégico", o IVDP, em conjunto com as empresas de vinho do Porto, tem apostado em ações de promoção naquele país.

Nesse sentido, entre sexta-feira e domingo, o instituto público participa na segunda edição do evento "Vinhos de Portugal no Rio", que vai decorrer no Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro.

Ao longo dos três dias, o IVDP vai realizar 14 ações, entre vários cursos dedicados aos vinhos da região, provas e debates.

Na "Experiência de Vinho do Porto", os participantes vão poder provar exemplares raros deste vinho e, no "Espaço Tomar um Copo", decorrerá uma prova de vintages e tawnies com indicação de idade. Será ainda realizada uma prova exclusiva para mulheres com vinhos do Douro.

Manuel Cabral disse que se espera uma grande afluência de público a esta iniciativa que visa "dar a conhecer os vinhos portugueses".

Referiu ainda que se trata de uma iniciativa "muito mediática" porque é promovida pelo grupo brasileiro Globo em conjunto com o jornal português Público, e conta com o apoio da ViniPortugal.

O IVDP, com sede no Peso da Régua, tem como missão promover e garantir o controlo da qualidade e quantidade dos vinhos do Douro e Porto.
Lusa
  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    1:41
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.

  • A SIC visitou os bastidores do Santuário de Fátima
    7:43
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52