sicnot

Perfil

Economia

Juros da dívida de Portugal a cair em todos os prazos

Os juros da dívida de Portugal estavam hoje a cair a dois, cinco e dez anos em relação a terça-feira, alinhados com os da Irlanda, Itália e Espanha.            

SIC

Hoje, cerca das 08:35 em Lisboa, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a descer para 2,330%, contra 2,351% na terça-feira. O atual mínimo de sempre é de 1,560% e foi registado a 13 de março passado.                                                                                

Os juros a cinco anos também estavam a cair, para 1,010%, contra 1,022% na terça-feira e o mínimo de sempre, de 0,749%, a 10 de abril passado.     

No mesmo sentido, os juros a dois anos estavam a cair para 0,068%, contra 0,103% na terça-feira e o mínimo de sempre, de 0,013%, a 13 de abril.

Depois de ter iniciado a 09 de março passado um programa sem precedentes de compra de dívidas soberanas e privadas, que vai permitir injetar 60 mil milhões de euros por mês, até, pelo menos, setembro de 2016, na economia da zona euro, na esperança de a redinamizar, o Banco Central Europeu (BCE) manteve na quarta-feira as taxas de juro inalteradas em mínimos.        

Os efeitos do programa fizeram sentir-se, por antecipação, nas taxas de juro das dívidas soberanas, que evoluem em sentido inverso ao da procura e têm renovado mínimos diariamente. Algumas das taxas tornaram-se negativas nos prazos mais curtos, ou seja, os investidores estão dispostos a pagar para deter estes títulos considerados muito seguros.   

A 17 de maio de 2014, Portugal abandonou oficialmente o resgate sem qualquer programa cautelar.

O programa de ajustamento pedido por Portugal à 'troika' (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional), no valor de 78 mil milhões de euros, esteve em vigor durante cerca de três anos.

Os juros da dívida soberana da Irlanda estavam a cair em todos os prazos, bem como os de Itália e de Espanha.

Em relação aos juros da Grécia, estes estavam a cair a dois anos e a subir a dez anos para valores em torno dos 22,6% e 11%, respetivamente.


Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 08:35:

      

           2 anos... 5 anos... 10 anos 

 

Portugal 



20/05..... 0,068......1,010....2,330

19/05..... 0,103......1,022....2,351



Grécia 



20/05.....22,638....n disp...11,090

19/05.....22,779....n disp...11,083



Irlanda



20/05......-0,055.....0,412....1,224

19/05......-0,038.....0,445....1,239



Itália



20/05......0,102......0,656....1,793

19/05......0,117......0,668....1,807

 

Espanha



20/05.....-0,012......0,647....1,732

19/05......0,002......0,660....1,751



Fonte: Bloomberg Valores de 'bid' (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão.

  • Atentados na Catalunha estão relacionados, 14 mortos

    Ataque em Barcelona

    Uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Espanha, depois do atentado de ontem que fez 13 mortos em Barcelona. As operações de busca centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "Nas Ramblas, é como se nada tivesse acontecido"
    1:35

    Ataque em Barcelona

    Um atentado terrorista em Barcelona matou 13 pessoas e feriu cerca de 100. O ataque aconteceu na zona das Ramblas, quando uma carrinha avançou sobre quem circulava nessa grande via no centro da capital da Catalunha. O repórter Emanuel Nunes está em Barcelona e deu conta do regresso à normalidade nas Ramblas, logo às primeiras horas da manhã.

  • Barcelona abalada pelo terrorismo
    1:03
  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Médicos e ministro da Saúde voltam hoje às negociações

    País

    O Ministério da Saúde deverá apresentar uma proposta que poderá ser decisiva para a convocação ou não de uma nova greve. O Sindicato Independente dos Médicos e a Federação Nacional de Médicos tinham anunciado, no dia 11 de agosto, que vão realizar uma greve de dois dias na primeira semana de outubro, se a nova proposta negocial não levar em conta o que reivindicam.