sicnot

Perfil

Economia

Meo ganha serviço universal de lista telefónica e de 118

O Governo aprovou hoje a adjudicação do serviço universal de disponibilização de uma lista telefónica completa e de um serviço completo de informações de listas à Meo, na sequência de concurso público.

© Robert Galbraith / Reuters

A decisão foi tomada em Conselho de Ministros, que em comunicado adianta que "com esta decisão assegura-se a continuação da prestação do serviço universal de listas telefónicas e serviço informativo (o servilo 118), após o termo do contrato atualmente em vigor para a prestação deste serviço".

Neste concurso público "foram admitidas duas propostas, tendo o júri do concurso proposto, no relatório final, a classificação em primeiro lugar da proposta da Meo, Serviços de Comunicações e Multimédia", que pertence à PT Portugal, "pelo valor global de 3,523 milhões de euros, encargo a suportar pelo fundo de compensação do serviço universal de comunicações eletrónicas".

Lusa
  • Governo garante reforço das verbas para defesa da floresta até ao fim do ano
    2:37

    País

    O Governo rejeitou centenas de candidaturas com projetos para a prevenção de incêndios florestais, por falta de verbas. Perante a situação, o Bloco de Esquerda questionou o Ministério da Agricultura sobre as reprovações. Contudo, contactado pela SIC, o ministro Capoulas Santos garantiu que o programa de desenvolvimento rural está a ser reajustado e, até ao final do ano, está previsto o reforço de verbas.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Participante no incidente em Charlottesville teme pela vida
    1:43

    Mundo

    Um dos participantes nos incidentes em Charlottesville e membro de um grupo de extrema-direita supremacista teme vir a ser detido ou até morto, pelas declarações que fez durante uma reportagem da Vice News, que se tornou viral nas redes sociais.