sicnot

Perfil

Economia

Segunda greve numa semana no Metro de Lisboa

A circulação de composições no Metropolitano de Lisboa vai estar suspensa hoje a partir das 23:20 devido à greve de 24 horas marcada para terça-feira pelos trabalhadores, a segunda no espaço de uma semana contra a subconcessão da empresa.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

Numa nota hoje divulgada, o Metropolitano de Lisboa adiantou que a circulação estará suspensa entre as 23:20 de hoje e as 6:30 de quarta-feira "por motivo de greve de 24 horas convocada por várias organizações sindicais representativas dos trabalhadores".

A transportadora acrescenta que a Carris reforçará algumas das carreiras de autocarros que coincidem com os eixos servidos pelo Metro, entre as 06:30 e as 21:00 de terça-feira.

As linhas com reforço do número de autocarros em circulação são a 726 (Sapadores - Pontinha Centro), a 736 (Cais do Sodré - Odivelas -- Bairro Dr. Lima Pimentel), a 744 (Marquês de Pombal - Moscavide -- Quinta das Laranjeiras) e a 746 (Marquês de Pombal - Estação Damaia).

A Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS) anunciou, entretanto, que vai reunir-se hoje à tarde com o secretário de Estado dos Transportes, para discutir a situação na Carris e no Metro, aproveitando mais uma vez para manifestar a sua oposição ao processo de subconcessão daquelas duas empresas de transportes de Lisboa.

Na reunião, que a Secretaria de Estado não confirma, os sindicalistas pretendem "confrontar o titular da pasta com o conjunto de problemas existentes nestas empresas e com as medidas que estão a conduzir à degradação do serviço público".

Para a greve de terça-feira, o tribunal arbitral do Conselho Económico e Social (CES) decidiu não decretar serviços mínimos para a circulação de comboios.

Esta é a sexta paralisação realizada pelos trabalhadores do Metropolitano de Lisboa este ano.

Além da greve de 24 horas da passada terça-feira, a 24 de fevereiro, 16 e 18 de março e 28 de abril foram realizadas greves parciais, entre as 06:30 e as 09:30, levando a que a circulação de composições se realizasse nesses dias apenas a partir das 10:00.



Lusa
  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas

    Mundo

    As mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas ou bissexuais, ou mesmo que todos os homens hetero, homo ou bissexuais. O estudo que dá conta desta realidade revela também o que fazer para aumentar as hipóteses de uma mulher alcançar um orgasmo.

  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.