sicnot

Perfil

Economia

Indicador de clima económico sobe mas confiança dos consumidores diminui

O indicador de clima económico aumentou em maio, batendo um máximo desde maio de 2008, mas o indicador de confiança dos consumidores diminuiu ligeiramente, invertendo a subida registada desde o início de 2013, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE). 

(Reuters)

(Reuters)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

O indicador de clima económico bateu máximos em maio "na sequência da trajetória crescente iniciada em janeiro de 2013", diz o INE. 

Já a diminuição do indicador de confiança dos consumidores resultou "apenas do contributo negativo das expetativas relativas à evolução da poupança", justifica. 

Contudo, o gabinete de estatísticas explica que "sem a utilização de médias móveis de três meses", o indicador de confiança aumentou em maio, "devido ao contributo positivo das perspetivas sobre a evolução do desemprego e da situação financeira do agregado familiar", uma vez que as restantes componentes contribuíram negativamente.

O indicador de confiança da indústria transformadora aumentou em maio, devido "ao contributo positivo das apreciações sobre a procura global", fixando o máximo desde abril de 2008, assim como o indicador de confiança da construção e obras públicas também recuperou em maio, observando-se "uma evolução positiva das opiniões sobre a carteira de encomendas, uma vez que o saldo das expetativas de emprego diminuiu".

Por sua vez, o indicador de confiança do comércio atingiu no último mês o valor mais elevado desde agosto de 2001, refletindo "o contributo positivo de todas as componentes, sobretudo das perspetivas de atividade" e o indicador de confiança dos serviços também recuperou em maio, registando o máximo desde junho de 2008, devido ao comportamento positivo das opiniões sobre a atividade da empresa e sobre a evolução da carteira de encomendas, mais significativo no primeiro caso.



Lusa
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Duas pessoas alvejadas devido a disputa de linha de água em Cabeceiras de Basto
    1:23

    País

    Duas pessoas foram alvejadas por causa de uma disputa de uma linha de água, esta terça-feira, em Cabeceiras de Basto. O suspeito escondeu-se num barracão, mas acabou por ser detido pela GNR. As vítimas sofreram ferimentos ligeiros no braço e no peito. O tenente André Rodrigues, do Comando de Braga, revelou que os disparos foram feitos com uma caçadeira.

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Participante no incidente em Charlottesville teme pela vida
    1:43

    Mundo

    Um dos participantes nos incidentes em Charlottesville e membro de um grupo de extrema-direita supremacista teme vir a ser detido ou até morto, pelas declarações que fez durante uma reportagem da Vice News, que se tornou viral nas redes sociais.