sicnot

Perfil

Economia

Indicador de clima económico sobe mas confiança dos consumidores diminui

O indicador de clima económico aumentou em maio, batendo um máximo desde maio de 2008, mas o indicador de confiança dos consumidores diminuiu ligeiramente, invertendo a subida registada desde o início de 2013, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE). 

(Reuters)

(Reuters)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

O indicador de clima económico bateu máximos em maio "na sequência da trajetória crescente iniciada em janeiro de 2013", diz o INE. 

Já a diminuição do indicador de confiança dos consumidores resultou "apenas do contributo negativo das expetativas relativas à evolução da poupança", justifica. 

Contudo, o gabinete de estatísticas explica que "sem a utilização de médias móveis de três meses", o indicador de confiança aumentou em maio, "devido ao contributo positivo das perspetivas sobre a evolução do desemprego e da situação financeira do agregado familiar", uma vez que as restantes componentes contribuíram negativamente.

O indicador de confiança da indústria transformadora aumentou em maio, devido "ao contributo positivo das apreciações sobre a procura global", fixando o máximo desde abril de 2008, assim como o indicador de confiança da construção e obras públicas também recuperou em maio, observando-se "uma evolução positiva das opiniões sobre a carteira de encomendas, uma vez que o saldo das expetativas de emprego diminuiu".

Por sua vez, o indicador de confiança do comércio atingiu no último mês o valor mais elevado desde agosto de 2001, refletindo "o contributo positivo de todas as componentes, sobretudo das perspetivas de atividade" e o indicador de confiança dos serviços também recuperou em maio, registando o máximo desde junho de 2008, devido ao comportamento positivo das opiniões sobre a atividade da empresa e sobre a evolução da carteira de encomendas, mais significativo no primeiro caso.



Lusa
  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.