sicnot

Perfil

Economia

Desemprego da zona euro desce ligeiramente em abril

A taxa de desemprego da zona euro desceu ligeiramente em abril para 11,1%, abaixo tanto dos 11,2% de março deste ano como dos 11,7% do mesmo mês do ano passado, segundo o Eurostat. 

Face há um ano, a taxa de desemprego baixou em 22 Estados-membros e aumentou em 6, sendo um dos recuos mais importantes o de Espanha, de 24,9% para 22,7% (Reuters/ Arquivo)

Face há um ano, a taxa de desemprego baixou em 22 Estados-membros e aumentou em 6, sendo um dos recuos mais importantes o de Espanha, de 24,9% para 22,7% (Reuters/ Arquivo)

© Andrea Comas / Reuters

Para o total da União Europeia, o gabinete estatístico europeu estima, neste caso, que a taxa de desemprego corrigida das variações sazonais estabilizou em abril nos 9,7%, o mesmo já registado em março no total dos 28 Estados-membros. Em abril de 2014, a taxa de desemprego do total dos 28 Estados-membros tinha sido de 10,3%. 

 
 

Quanto a Portugal, na terça-feira, o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou que a taxa de desemprego recuou em abril 0,2 pontos percentuais face a março, para 13,0%. 

 
 

Apesar do recuo, os 13% de taxa de desemprego em Portugal - que compara em termos homólogos com os 14,6% de abril de 2014 - mantêm o país como o quinto Estado-membro com mais população ativa desempregada em termos relativos, atrás de Grécia (25,4%, valor referente a janeiro), Espanha (22,7%), Croácia (17,5%) e Chipre (15,6%). 

 
 

Tal como tem sido habitual, a Alemanha regista o menor desemprego, com uma taxa de 4,7%. 

 
 

Face há um ano, a taxa de desemprego baixou em 22 Estados-membros e aumentou em seis, sendo os recuos mais importantes os de Espanha (de 24,9% para 22,7%), Lituânia (de 11,1% para 8,9%) e Irlanda (de 11,8% para 9,7%). 

 
 

O Eurostat estima que em abril havia 23,504 milhões de trabalhadores sem emprego na União Europeia, sendo que 17,846 milhões são residentes na zona euro. 

 
 

Já a taxa de desemprego jovem era em abril de 20,7% na UE e 22,3% na zona euro, em ambos os casos abaixo dos valores de março. 

 
 

Em Portugal, a taxa de desemprego dos jovens situou-se em 31,2%, contra os 32,4% estimados para março. 



Lusa