sicnot

Perfil

Economia

Banco central grego admite saída do euro se negociações falharem

O governador do Banco da Grécia, Yanis Stournaras, assegurou hoje que o fracasso das negociações entre Atenas e as instituições internacionais pode provocar o "Grexit", ou seja, a saída do país da zona euro.       

© Yannis Behrakis / Reuters

"Um fracasso das negociações seria o início de um processo doloroso que conduziria inicialmente ao incumprimento de pagamentos e finalmente à saída da zona euro e, provavelmente, da União Europeia", afirmou Stournaras durante uma comparência no Parlamento para apresentar o relatório sobre a política monetária de 2014 a 2015.     

O governador do banco central grego congratulou-se com a aproximação entre o Governo grego e as instituições (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional) sobre a necessidade de rever em baixa os objetivos de excedente primário e considerou "da mesma importância precisar a intenção dos parceiros para reestruturar a dívida". 

O relatório do Banco da Grécia sublinha que a incerteza dos últimos dois trimestres teve consequências nefastas para a economia grega e confirma que no período desde outubro de 2014 a abril deste ano saíram do sistema bancário grego "quase 30.000 milhões de euros", que em boa parte ficaram em mãos de particulares.

Segundo o relatório, um acordo restabeleceria a confiança entre as autoridades gregas e os credores, garantiria o apoio financeiro dos parceiros e do Fundo Monetário Internacional ao país e permitiria aplicar uma política financeira mais equilibrada. 

A Grécia também poderia tirar proveitos do programa de compra de dívida soberana do Banco Central Europeu. 

O relatório conclui com uma série de propostas para a elaboração de uma política de crescimento, que deveria continuar as reformas estruturais, fortalecer a criação de emprego para fazer frente à alta taxa de desemprego, adotar um fiscalidade estável e manter o ritmo do gasto público.  

O documento sublinha que o excedente primário deve ser conseguido "através de medidas estruturais e não com medidas que aumentem os impostos". 

Também pede para ter atenção à sustentabilidade do sistema de pensões "com a redução das exceções que há nas regras gerais", aludindo, por exemplo, às reformas antecipadas. 

O governador do banco central grego concluiu que com o apoio dos parceiros se pode acelerar o procedimento para que o país possa regressar a financiar-se nos mercados e sublinhou que o novo programa deve incluir a promessa dos parceiros fizeram em novembro de 2012, incluída no segundo resgate, de reestruturar a dívida. 



Lusa
  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Quer conhecer os cães mais feios do mundo?
    1:15

    Mundo

    Na Califórnia, nos Estados Unidos, já foi eleito o cão mais feio do mundo de 2017, num concurso que se repete há 29 anos. Com 57 quilos, Martha recebeu a distinção enquanto ressonava no palco.