sicnot

Perfil

Economia

Passos admite que não queria ver Portugal no lugar da Grécia

Passos admite que não queria ver Portugal no lugar da Grécia

O primeiro-ministro português lembrou esta segunda-feira que ninguém vive num mundo perfeito e que também Portugal teve de adotar medidas difíceis para cumprir o programa de ajuda financeira. Ainda assim, Passos Coelho acredita que não há um tratamento favorável à Grécia e diz mesmo que não queria estar no lugar dos gregos.

  • Costa acusa Governo de ser "campeão de obstáculos" a acordo com Grécia
    2:08

    Economia

    António Costa acusa o Governo português de ser "o campeão dos obstáculos a um acordo com a Grécia". O líder do Partido Socialista diz que o Executivo de Passos Coelho e outros governos europeus têm travado qualquer entendimento para tirarem dividendos na política interna. Citando o presidente do BCE, António Costa afirma que a Europa tem que fazer tudo para evitar uma experiência por águas nunca navegadas.

  • José Gomes Ferreira diz que Governo grego acabou por aceitar a austeridade
    0:51

    Economia

    José Gomes Ferreira lembra que a Grécia foi, de facto, ajudada pelos credores internacionais e que agora acaba mesmo por aceitar a austeridade, que era algo que o Governo de Atenas não queria. Os mercados, diz José Gomes Ferreira, acreditam na possibilidade de um acordo, tendo em conta a última proposta que foi entregue ao comité técnico do Eurogrupo.

  • Sousa Tavares diz que braço de ferro acaba na derrota do Syriza
    1:05

    Crise na Grécia

    Miguel Sousa Tavares, que esteve recentemente na Grécia, lembra que a responsabilidade da situação a que o país chegou é de Atenas, mas também de quem emprestou o dinheiro, e acrescenta que os gregos não querem sair da moeda única nem da União Europeia. por isso, nesta altura, a derrota é sobretudo do Syriza, partido que chegou ao governo a prometer aquilo que não podia cumprir.

  • Passos lembra que escolhas políticas ficam limitadas em emergência financeira
    0:56

    Economia

    Passos Coelho confirma que as instituições europeias vão continuar a trabalhar nas próximas horas para que seja possível chegar a um acordo com a Grécia. No final da cimeira extraordinária de líderes da Zona Euro, o primeiro-ministro lembrou que é preciso uma solução duradoura para a crise grega e avisa que, num contexto de emergência, é preciso abdicar de algumas escolhas políticas.

  • Juncker garante que acordo entre credores e Grécia será alcançado na quarta-feira
    1:06

    Economia

    O presidente da Comissão Europeia garante que a Grécia e os credores vão chegar a um acordo já na próxima quarta-feira, numa nova reunião do Eurogrupo. Jean-Claude Juncker sublinha que as novas medidas apresentadas pelo Governo grego são um passo muito positivo, que vai ao encontro das exigências dos credores. O presidente da Comissão Europeia anunciou ainda a extensão do resgate à Grécia e uma ajuda financeira de 35 mil milhões de euros até 2020.

  • Sismo abala centro de Itália

    Mundo

    A capital da Itália foi esta manhã sacudida por três sismos em apenas uma hora, de entre 5,3 e 5,7 na escala de Richter, não havendo até ao momento registo de vítimas.

  • Bebé nasce na Ucrânia com ADN de três pais

    Mundo

    Nasceu a 5 de janeiro, na Ucrânia, uma menina filha de um casal infértil graças à ajuda de uma nova técnica de fertilização in vitro, que conta com a colaboração de uma terceira pessoa. De acordo com o britânico The Times, os médicos utilizaram pela primeira vez um método denominado transferência pronuclear. Esta não é, contudo, a primeira vez que nasce um bebé com ADN de três progenitores.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".