sicnot

Perfil

Economia

Christine Lagarde disponível para segundo mandato no FMI

A atual diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, afirmou que está disponível para um segundo mandato na instituição, numa entrevista à revista francesa Challenges que será publicada na quinta-feira.

Christine Lagarde, diretora-geral do FMI (Reuters/ Arquivo)

Christine Lagarde, diretora-geral do FMI (Reuters/ Arquivo)

© Joshua Roberts / Reuters

Se os membros do FMI "desejarem que continue a servir, certamente que considerarei", indicou a responsável do FMI na entrevista feita a 18 de junho.

O mandato de Lagarde à frente do FMI termina em julho de 2016.

A entrevista foi antecipada hoje pela revista na sua edição 'online', numa altura em que as negociações da Grécia com os credores, incluindo o FMI, entram de novo num impasse.

Atenas, que enfrenta problemas de liquidez, terá de pagar mais de 1,5 mil milhões de euros à instituição liderada por Lagarde no próximo dia 30.






Lusa
  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Défice recua em 2016 na zona euro e na UE

    Economia

    O défice e a dívida baixaram na zona euro e na União Europeia (UE) em 2016 face a 2015, tendo Portugal registado a terceira maior dívida (130,4%) entre os Estados-membros e um défice de 2%, segundo o Eurostat.