sicnot

Perfil

Economia

Angela Merkel desconhece qualquer nova proposta europeia

A chanceler alemã Angela Merkel declarou hoje que não conhece qualquer nova proposta europeia à Grécia para desbloquear um acordo de última hora.    

Markus Schreiber

"A última oferta da Comissão que conheço é a da última sexta-feira e não posso dizer mais nada", afirmou Merkel, depois de Bruxelas ter dito que propôs uma solução de "última hora" ao primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras. 

Contudo, a dirigente alemã reafirmou que "a porta continua aberta" para novas negociações com Atenas. 

As negociações entre Atenas e os credores foram interrompidas no sábado depois da decisão surpresa de Alexis Tsipras apelar aos gregos para se pronunciarem no próximo domingo num referendo sobre o plano proposto pelos credores para conceder empréstimos de milhares de milhões de euros necessários ao país para não entrar em incumprimento, em troca de reformas consequentes consideradas demasiado pesadas para a população por Atenas. 

O atual programa de ajuda à Grécia, já prolongado uma vez, expira "exatamente" hoje à noite, recordou a chanceler alemã durante uma conferência de imprensa em Berlim com o homólogo do Kosovo, Isa Mustafa.

  • Grécia não paga ao FMI
    2:39

    Economia

    As negociações não foram reatadas mas estão a decorrer contactos ao telefone entre Tsipras e Junker, o presidente da Comissão Europeia. Até agora não há qualquer sinal de entendimento, numa altura em que o tempo está a esgotar-se. Se nada se alterar nas próximas horas, a Grécia vai falhar hoje o pagamento de 1.600 mihões de euros ao FMI.

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.