sicnot

Perfil

Economia

Assunção Cristas defende que solução para a crise do leite nos Açores não passa apenas por Bruxelas

A ministra da Agricultura subscreveu hoje a preocupação dos produtores açorianos face à crise do preço do leite no mercado europeu e defendeu que a solução não deve ser da exclusiva responsabilidade da União Europeia.

MIGUEL A. LOPES

"Quando me falam do problema do leite nos Açores, e eu partilho desse problema, a minha resposta é sempre esta: se nós tivéssemos tanta e tanta produção que, comparando com as oportunidades do mundo, nos dissessem que é impossível, eu estaria muito preocupada. Assim, estou preocupada e partilho as vossas preocupações, mas acho que a solução também tem que estar nas nossas mãos", declarou Assunção Cristas.

A titular da pasta da Agricultura, que presidia ao encerramento do primeiro congresso nacional dos jovens agricultores, em Ponta Delgada, recordou que se bateu sozinha, em Bruxelas, quando chegou ao governo, contra o desmantelamento do regime de quotas leiteiras.

A governante sublinhou que tem continuado a bater-se no quadro da União Europeia por medidas face ao desmantelamento das quotas leiteiras, afirmando que "o que temos não é suficiente", que "é preciso ter soluções". 

"Portugal foi dos primeiros países, talvez o único, que já colocou soluções concretas em cima da mesa. Até abril passado estavam todos relativamente pouco preocupados. Mais, na reta final, muitos dos países estavam preocupados era em fugir às penalizações por terem excedido a quota", recordou a governante.

Surgiram entretanto, de acordo com Assunção Cristas, "mais algumas vozes inquietas, porque perceberam que entre uma procura mundial, que deverá aumentar, e uma oferta europeia que, de repente, apareceu, não é muito fácil conseguirmos uma passagem suave".

Assunção Cristas referiu que foi proposto em Bruxelas pelo seu governo uma produção de referência por país que estipule que, em caso de ultrapassagem, face a uma "baixa clara do mercado" do leite, possa haver responsabilização dos vários Estados-membros.

"Porém, vale sempre a trabalhar com o que temos, porque esse é o garantido. O que não temos poderá vir ou não vir num clube de 27", declarou, para acrescentar que se deve apostar na valorização dos produtos, sua diferenciação e acrescento de valor, tendo exemplificado com o queijo de São Jorge.

A ministra da Agricultura recordou que o país é autossuficiente em leite, resultado do "extraordinário trabalho" feito também nos Açores, mas não o é em laticínios, havendo ainda mercado interno para conquistar. 

Uma das formas que Assunção Cristas considera que pode valorizar os produtos açorianos passa pela exportação para altos segmentos de "produtos de extraordinária qualidade".

A ministra deixou ainda a mensagem de que tem que haver uma aposta clara criação dos bons produtos, muitos dos quais já existem no país, a par da inovação e do investimento alternativo, através do aproveitamento dos fundos comunitários.

Assunção Cristas apontou ainda a via da internacionalização através de 260 países cujos mercados estão abertos ao leite e lacticínios, como é o caso de Marrocos, Argélia, China, Colômbia, Venezuela, entre outros, se necessário pela via da aposta em novos produtos.

 

 

 

 

Lusa

 

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.