sicnot

Perfil

Economia

Ministro da Energia quer mercado global de emissão de carbono

O ministro da Energia, Jorge Moreira da Silva, diz estar "surpreendido" com a falta de debate para a criação de um mercado global de emissão de carbono.

(Arquivo)

(Arquivo)

ANT\303\223NIO COTRIM

"Ninguém está a falar da criação de um mercado global de emissão de CO2. Para mim é uma surpresa", disse o ministro acerca das conversas climáticas das Nações Unidas, a serem realizadas em dezembro, em Paris.

Durante a 21.ª Conferência do Clima é esperado um acordo, entre os 196 países participantes, que permita limitar o aumento da temperatura global a um máximo de 2°C, acima dos níveis pré-industriais. 

Para o ministro da energia "a questão não é saber se vamos ou não atingir esse objetivo, mas sim quais os custos inerentes".

"Sem um mercado global de emissão os custos serão bem mais altos", alertou.

Jorge Moreira da Silva falava à margem da conferência-diálogo "União da Energia", em Lisboa, que contou com a participação do vice-presidente da Comissão Europeia responsável pela União da Energia, Maros Sefcovic.

 

 

 

 

Lusa

 

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.