sicnot

Perfil

Economia

Produção automóvel caiu 3,6% no primeiro semestre face ao período homólogo

A produção automóvel em Portugal caiu 3,6% no primeiro semestre deste ano relativamente ao período homólogo do ano anterior, divulgou esta quinta-feira a Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

Apesar de no mês de junho a produção automóvel ter sido 4% superior à do mesmo mês de 2014, esta melhoria não foi suficiente para evitar uma queda acumulada de 3,6% no conjunto dos seis meses deste ano.

No primeiro semestre deste ano, foram produzidos 87.502 carros (entre ligeiros de passageiros, comerciais ligeiros e veículos pesados), abaixo dos 90.742 produzidos no mesmo período de 2014.

Do total de veículos produzidos até junho, 96,2% (84.207) destinaram-se à exportação, menos 4,1% do que os veículos exportados no período homólogo de 2014. 

A ACAP escreve no comunicado que a Alemanha absorveu 27,6% dos veículos que Portugal exportou, seguida de Espanha (13,7%) e do Reino Unido (9,9%). 

O total da União Europeia absorveu 76,6% dos veículos exportados, enquanto o total da Ásia representou 15,1%, sendo que a China ascendeu a 12,9% das exportações.

No mês de junho, descreve a ACAP, observaram-se variações positivas no setor dos automóveis ligeiros de passageiros (+9,7%) e dos veículos pesados (+7,5%), sendo de realçar que a produção de veículos pesados continua em crescimento desde o início do ano.

"Já a produção de veículos comerciais ligeiros evidenciou uma evolução desfavorável, tendo caído 11,7% no mês em causa", aponta a associação.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Quer conhecer os cães mais feios do mundo?
    1:15

    Mundo

    Na Califórnia, nos Estados Unidos, já foi eleito o cão mais feio do mundo de 2017, num concurso que se repete há 29 anos. Com 57 quilos, Martha recebeu a distinção enquanto ressonava no palco.