sicnot

Perfil

Economia

Reunião decisiva para Atenas e zona euro hoje em Bruxelas

Os ministros das Finanças da zona euro reúnem-se hoje, em Bruxelas, num encontro decisivo sobre a Grécia, já que, em função das conversações, será decidido ou um terceiro "resgate" ou o chamado "Grexit", a saída da zona euro.

© Laszlo Balogh / Reuters

Depois de meses de negociações e de uma sucessão de reuniões de emergência nas últimas semanas, ao nível de ministros das Finanças mas também de chefes de Estado e de Governo, este será o fim de semana decisivo, estando previstas cimeiras extraordinárias da zona euro e da UE a 28 para domingo, que deverão ou aprovar um acordo alcançado no Eurogrupo ou tomar as decisões com vista a um "Grexit", cenário para o qual a Comissão Europeia admitiu já ter um "plano detalhado".

No entanto, as partes parecem ter-se aproximado desde o polémico referendo do domingo passado - e que se saldou numa clara vitória do "não" à última proposta colocada em cima da mesa pelas instituições -, tendo o Governo grego, agora já sem Yanis Varoufakis na pasta das Finanças (foi substituído por Euclides Tsakalotos), apresentado na quarta-feira um pedido de ajuda para três anos, e na quinta à noite as suas propostas de reformas, com as quais espera alcançar finalmente um acordo com os credores.

Na reunião de hoje do Eurogrupo, com início marcado para 15:00 locais (14:00 de Lisboa), as instituições -- Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional -- começarão por dar conta, aos ministros das Finanças da zona euro, entre os quais Maria Luís Albuquerque, da análise que fizeram, ao longo de sexta-feira, do pacote de medidas proposto por Atenas, seguindo-se então uma discussão que se prevê longa, e desta vez decisiva.

O novo pacote de reformas, que poderá desbloquear um acordo e evitar a saída da Grécia do euro (o chamado "Grexit"), propõe várias medidas que vão ao encontro das exigências dos credores, com o objetivo de aumentar as receitas públicas, em troca de ajuda financeira a três anos.

Uma das questões que parece mais dividir Estados-membros e as próprias instituições é a de uma eventual reestruturação da dívida grega -- que representa cerca de 180% do Produto Interno Bruto, ou seja, quase o dobro da riqueza produzida no país -, já considerada necessária pelo FMI, mas que merece a oposição da Alemanha, entre outros.

Para domingo estão agendadas cimeiras do euro e da UE, tendo lugar na segunda-feira uma reunião ordinária do Eurogrupo, para a qual está prevista a eleição do presidente do fórum - cargo ao qual concorrem o atual presidente, Jeroen Dijsselbloem, e o espanhol Luis de Guindos - e uma discussão sobre a Grécia, restando saber em que moldes decorrerá essa discussão, se já numa perspetiva do terceiro programa de assistência; se de uma zona euro reduzida a 18 membros e de uma ajuda humanitária de emergência a Atenas.  

Lusa

  • Parlamento grego dá luz verde às reformas de Tsipras

    Economia

    Apesar da maioria ter aprovado o documento, a votação ficou marcada pelo voto contra de 32 deputados e ainda por 8 abstenções, incluindo a do presidente do Parlamento e do ministro da Energia. Estiveram ainda ausentes da votação 7 elementos da coligação no poder.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • FC Porto acusa Benfica de recorrer a serviços de "bruxaria"
    2:34

    Desporto

    Francisco J. Marques acusou o Benfica de recorrer a "bruxaria". O diretor de comunicação do FC Porto revelou uma troca de e-mails entre Luís Filipe Vieira e Armando Nhaga, suposto comissário nacional da polícia da Guiné-Bissau com a celebração de um contrato de prestação de serviços.

  • Francisco J. Marques promete continuar a revelar e-mails
    2:11

    Desporto

    Francisco J. Marques diz que a Polícia Judiciária sabe como o Futebol Clube do Porto teve acesso aos e-mails e desafia o Benfica a revelar os originais. O diretor de comunicação do clube portista revelou ainda que irá continuar a divulgar e-mails, já que isso não é incompatível com o segredo de Justiça.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.