sicnot

Perfil

Economia

Galp aumenta produção de petróleo em 86,6% no 2º trimestre

A Galp Energia anunciou hoje que produziu mais 86,6% de petróleo em termos médios e líquidos no segundo trimestre de 2015, quando comparado com o mesmo período de 2014, sendo o Brasil o principal fator deste crescimento. 

(Arquivo)

(Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

No entanto, apesar de um aumento de produção, em termos de receitas, o impacto foi reduzido porque o preço médio do petróleo de Brent, o índice que mais interessa à Galp, caiu cerca de 50%. 

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a petrolífera portuguesa indica que a produção média de 'net entitlement' (produção líquida) se situou nos 40,9 mil barris diários quando no segundo trimestre do ano passado estava nos 21,9 mil barris por dia. 

Esta tendência de crescimento vem desde o início do ano e reforçou-se no segundo trimestre com um aumento de 5,5% da produção média 'net entitlement', quando comparado com o primeiro trimestre.  

A petrolífera liderada por Carlos Gomes da Silva apresentou uma tendência positiva nas áreas de Exploração e Produção, mas também na Refinação e Distribuição, isto porque há um ano, a refinaria de Sines esteve parada para manutenção.

A empresa anunciou que obteve um aumento de 46,3% nas matérias-primas processadas entre o segundo trimestre do ano passado e 2015 e um crescimento de 14,7% na venda de produtos petrolíferos.  

O setor do Gás e Eletricidade foi aquele que obteve um pior desempenho, seguindo a tendência do primeiro trimestre. As vendas totais de gás natural caíram 14,8%, quando comparado com o segundo trimestre de 2014, e as vendas a clientes diretos registaram uma queda de 8,1%. 

O 'trading' - venda de gás nos mercados internacionais -, que foi um negócio em que a Galp esteve muita envolvida nos últimos anos, caiu também 20,5%. 

Contudo, comparando com os dados do primeiro trimestre, o setor do gás melhorou o seu desempenho, com as vendas totais a subirem 2,3% e as vendas as clientes diretos 12,9%.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.