sicnot

Perfil

Economia

Governo antecipa para outubro pagamento das ajudas ligadas ao tomate e arroz

O Ministério da Agricultura e do Mar anunciou hoje que vai antecipar em dois meses, para outubro, os pagamentos das ajudas ligadas ao tomate e arroz.

© Rafael Marchante / Reuters

"Estes pagamentos, de 240 euros por hectare para o tomate e de 194 euros por hectare para o arroz, serão antecipados em dois meses", indica o comunicado da tutela, segundo o qual "estes adiantamentos vêm no seguimento da antecipação já anunciada aos pagamentos ligados ao leite, bem como às vacas aleitantes, ovinos e caprinos".

Segundo o secretário de Estado da Agricultura, José Diogo Albuquerque, "trata-se de uma boa notícia no ano de implementação da nova reforma da Política Agrícola Comum (PAC)".

"Foi um ano atípico, com muitas mudanças na PAC e com dificuldades que um primeiro ano de reforma sempre traz", acrescentou, citado no comunicado.

O facto de Portugal figurar entre "os primeiros países a abrir as candidaturas vai permitir o adiantamento de todos os pagamentos", destaca ainda o governante.

O ministério garante continuar "a envidar todos os esforços para que [...] mais apoios sejam antecipados ou veiculados o mais atempadamente possível".

O calendário dos pagamentos será publicado na página da Internet do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP).

Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.