sicnot

Perfil

Economia

Tendência mista nas principais bolsas da Ásia um dia depois da "segunda-feira negra"

As principais bolsas asiáticas seguiam hoje uma tendência mista, depois da "segunda-feira negra", apesar de a praça financeira de Xangai continuar a registar fortes quedas.

© Thomas Peter / Reuters


A bolsa de Xangai, que lançou o pânico mundial nos mercados na segunda-feira -- registando a maior queda diária em mais de oito anos (8,49%) -- desvalorizava na abertura da sessão de hoje 6,41%. Shenzhen, segunda praça financeira, também negociava no "vermelho".

Já a bolsa de Tóquio, que abriu com perdas de quase 2% e chegou a "afundar" mais de 4% momentaneamente, acabaria por recuperar fechando a meio da sessão em alta de 1,10%.

Hong Kong, apesar de Xangai e a vizinha Shenzhen terem arrancado em terreno negativo, assim como Tóquio, abriu no "verde".

No sudeste asiático, a Indonésia liderava os ganhos e o Vietname as perdas.

As praças financeiras da Malásia, Filipinas e Vietname negociavam em terreno negativo no arranque; enquanto as de Singapura, Tailândia e Indonésia abriram em alta.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.