sicnot

Perfil

Economia

IMI mais barato para famílias com filhos, se autarquias quiserem

IMI mais barato para famílias com filhos, se autarquias quiserem

O IMI, Imposto Municipal sobre Imóveis, pode vir a baixar para as famílias com filhos. As autarquias têm até ao final de novembro para decidir se aplicam ou não um desconto à taxa do imposto que é praticada no município. As autarquias de Viana do Castelo e Viseu já aderiram.

A Autoridade Tributária (AT) anunciou vai comunicar aos municípios até 15 de setembro o número de agregados familiares com um, dois e três ou mais dependentes para que as autarquias decidam redução a aplicar sobre respetivo IMI.

A AT divulgou hoje uma circular sobre o Código do Imposto Municipal sobre Imóveis para tentar esclarecer o enquadramento normativo da redução do IMI para as habitações próprias e permanentes de famílias com filhos.

Esta redução vai ser decidida pelas assembleias municipais e a deliberação tem de ser comunicada à Autoridade Tributária e Aduaneira até 30 de novembro.

Na mesma circular, a AT diz que vai promover "de forma automática e com base nos elementos de que dispõe, a execução da deliberação da assembleia municipal comunicada no prazo legal, tendo em conta o número de dependentes que integram o agregado familiar na declaração modelo 3 de IRS".

Ao abrigo do Código do IMI, a Câmara de Viseu aprovou quinta-feira reduções de 15% na taxa de IMI para famílias com dois filhos e de 20% para aquelas que tenham três ou mais filhos.

Segundo a autarquia, a medida vai beneficiar oito mil famílias do concelho de Viseu.

O desconto no imposto municipal sobre imóveis (IMI) aplica-se às habitações próprias e permanentes e que sejam coincidentes com o domicílio fiscal dos titulares.

Com Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.