sicnot

Perfil

Economia

Lagarde diz que há motivos para preocupação com a economia mundial

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou hoje que há "razões para preocupação" com a economia mundial, afetada pela desaceleração na China e pela provável subida das taxas de juro nos Estados Unidos.

JIM LO SCALZO

"Há razões (...) para preocupação. A perspetiva de uma subida das taxas de juro nos Estados Unidos e o abrandamento na China alimentam uma incerteza e uma maior volatilidade dos mercados", declarou Lagarde num discurso em Washington.

A dirigente apontou igualmente uma "nítida desaceleração" do comércio mundial e a "queda rápida" dos preços das matérias-primas, que penalizam as finanças dos países emergentes que as exportam.

Os progressos económicos alcançados por esses países parecem agora "ameaçados", disse Lagarde, dias antes da abertura da assembleia anual do FMI, que este ano se realiza em Lima, capital do Peru.

A responsável não revelou as novas previsões mundiais do FMI que serão divulgadas nessa ocasião, mas referiu que o crescimento económico global deve ser este ano "mais fraco" do que em 2014.

No discurso, Largade manifestou-se particularmente preocupada com o impacto de uma próxima subida das taxas de juro do banco central norte-americano, que estão próximas de zero desde finais de 2008.

Segundo Lagarde, essa mudança poderá levar os investidores a retirarem os fundos dos países emergentes para os Estados Unidos, com uma valorização ainda maior do dólar, quando muitas empresas têm as suas dívidas em dólares.

Lusa

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.