sicnot

Perfil

Economia

Milhares contestam medidas de austeridade na Bélgica

galeria de fotos

Entre 80.000, segundo a polícia, e 100.000 pessoas, segundo os sindicatos, desfilaram hoje desfilaram hoje na capital belga em protesto contra as medidas de austeridade do governo conservador de Charles Michel, tendo havido confrontos com as autoridades.

© Yves Herman / Reuters

© Yves Herman / Reuters

© Francois Lenoir / Reuters

© Francois Lenoir / Reuters

© Francois Lenoir / Reuters

© Francois Lenoir / Reuters

© Yves Herman / Reuters

© Yves Herman / Reuters

Segundo um canal de televisão belga, registaram-se alguns incidentes entre a polícia e estivadores vindos de Antuérpia, um dos principais portos europeus.

A manifestação foi acompanhada por uma greve, que perturbou nomeadamente o setor dos transportes públicos e o funcionamento das escolas.

Para sexta-feira, está já convocada uma greve ferroviária.

Os manifestantes contestam o aumento da idade da reforma para os 66 anos, em 2025, e os 67, em 2030, face aos atuais 65, decidido em julho.

Em causa está ainda a intenção do primeiro-ministro de reformar o regime fiscal, com o objetivo de equilibrar as contas públicas, nomeadamente reduzindo o custo dos salários.

A subida da taxa de IVA de 6% para 21% na eletricidade e a intenção de aumentar o imposto sobre o consumo no gasóleo, tabaco, álcool e bebidas gasosas estão também entre as medidas contestadas.

Lusa

  • Marcelo quer fazer mais e melhor
    0:48

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa quer fazer mais e melhor no segundo ano enquanto Presidente da República. Marcelo fez esta terça-feira um balanço do primeiro ano em Belém, dizendo que é preciso não perder o que se conseguiu em termos de recuperação económica mas que é preciso ser mais ambicioso.

  • "Andem lá com isso!"
    0:42
  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.