sicnot

Perfil

Economia

EasyJet abre centro de atendimento em Lisboa que criará 190 postos de trabalho

A easyJet vai abrir um novo centro de atendimento e assistência ao cliente em Lisboa, resultado de uma parceria com a prestadora de serviços ao consumidor Webhelp, que deverá criar 190 postos de trabalho, anunciou hoje a companhia aérea.

REUTERS

Em comunicado, a companhia aérea de baixo custo adiantou que estima criar 190 novos postos de trabalho no país, entre administrativos e operadores, realçando que é demonstrativo "do compromisso da companhia aérea com o Governo e com os portugueses".

O centro de atendimento ao cliente de Lisboa vai prestar serviço em português, inglês, alemão, francês, italiano e espanhol, adianta a transportadora britânica.

O processo de aquisição dos centros teve início em setembro, sendo o contrato por um período de cinco anos.

Criada em 2000, a empresa francesa Webhelp tem na sua lista de clientes também grandes empresas como a Vodafone, Air France e a Sky.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.