sicnot

Perfil

Economia

Dívida pública ultrapassa os 229 mil milhões

A dívida pública aumentou ligeiramente para 229.074 milhões de euros em agosto, mais 152 milhões de euros do que em julho, segundo os dados divulgados hoje pelo Banco de Portugal.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

De acordo com o Boletim Estatístico hoje publicado pelo banco central, a dívida pública na ótica de Maastricht, a que conta para Bruxelas, fixou-se nos 229.074 milhões de euros em agosto, o que representa um ligeiro aumento face ao valor de 228.922 milhões registados em julho.

Já a dívida líquida de depósitos da administração central desceu 701 milhões de euros entre os dois meses, de 213.385 milhões em julho para 212.684 milhões de euros em agosto.

Comparando com o final de 2014, os dados referentes a agosto demonstram que a dívida pública aumentou cerca de 3.300 milhões de euros e que a dívida pública excluindo os depósitos aumentou quase 4.500 milhões de euros.

No final do ano passado, a dívida pública fixou-se nos 225.767 milhões de euros e a dívida pública líquida de depósitos da administração central nos 208.196 milhões de euros.

A dívida na ótica de Maastricht é utilizada para medir o nível de endividamento das administrações públicas de um país e o conceito está definido num regulamento de 2009 do Conselho Europeu, relativo à aplicação do protocolo sobre o procedimento relativo dos défices excessivos anexo ao Tratado que institui a Comunidade Europeia.

Lusa

  • Novas regras para os pagamentos em dinheiro vivo

    Economia

    Os pagamentos em dinheiro acima de 3.000 euros são proibidos a partir de quarta-feira, mas aos não residentes são permitidos pagamentos até 10 mil euros, ou o equivalente em moeda estrangeira, segundo um diploma hoje publicado.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.