sicnot

Perfil

Economia

Juros da dívida de Portugal a descer em todos os prazos

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a descer a dois, cinco e dez anos em relação aos valores de quinta-feira.

(Lusa/ Arquivo)

Cerca das 08:45 em Lisboa, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a recuar para 2,291%, contra 2,313% na quinta-feira, e depois de terem subido até aos 3,253% a 15 de junho, um máximo desde meados de outubro de 2014.

O mínimo de sempre é de 1,560% e foi registado a 13 de março passado.

Os juros a cinco anos também estavam a descer, para 1,003%, contra 1,042% no fecho de quinta-feira, depois de terem atingido o máximo de 1,927% a 16 de junho e o mínimo de 0,749% a 10 de abril.

No mesmo sentido, no prazo de dois anos, os juros estavam a cair para 0,203%, abaixo dos 0,225% de quinta-feira, depois de a 08 de julho terem batido o máximo, de 0,807%, desde outubro.

O mínimo de sempre dos juros a dois anos, de 0,013%, foi alcançado a 13 de abril passado.

Os juros de Itália e de Espanha estavam a subir em todos os prazos e os da Irlanda a cair a dois e cinco anos e a subir a dez anos. Em relação aos juros da Grécia, estes estavam a cair a dois e dez anos.

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 8:45:

2 anos... 5 anos... 10 anos

Portugal

23/10....0,203.....1,003....2,291

22/10....0,225.....1,042....2,313

Grécia

23/10......7,371....n disp....7,427

22/10......7,629....n disp....7,599

Irlanda

23/10......-0,217....0,217.....1,063

22/10......-0,202....0,218.....1,061

Itália

23/10......0,000.....0,489....1,479

22/10......0,010.....0,482....1,448

Espanha

23/10.....-0,001......0,633....1,618

22/10.....-0,009......0,629....1,588

Fonte: Bloomberg Valores de 'bid' (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão.

Lusa

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52