sicnot

Perfil

Economia

Portugal tem 621 mil pessoas sem trabalho

Portugal tem 621 mil pessoas sem trabalho, avança o Instituto Nacional de Estatística (INE). A taxa de desemprego em setembro situa-se em 12,2%, inferior em 0,1 pontos percentuais a agosto de 2015, segundo os dado do INE.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Nacho Doce / Reuters

"A estimativa provisória da taxa de desemprego para setembro de 2015 situa-se em 12,2%, valor inferior em 0,1 pontos percentuais [p.p.] à estimativa definitiva obtida para agosto de 2015", refere o gabinete de estatísticas.

A taxa provisória estimada para agosto era de 12,4%, mas a taxa definitiva diminuiu para os 12,3%, o que representa um aumento de 0,1 p.p. face ao mês anterior. Este comportamento ocorre após decréscimos consecutivos observados desde fevereiro de 2015.

Os valores referentes a setembro são provisórios, uma vez que se trata de um trimestre móvel em que para os dois primeiros meses [agosto e setembro] a recolha da informação do inquérito ao emprego já foi concluída e para o terceiro mês [outubro] foi realizada uma projeção com base em modelos de séries temporais.

Segundo as estimativas, a taxa de desemprego das mulheres (de 12,6%) excedeu a dos homens (11,8%) em 0,8 p.p., com a primeira a manter-se inalterada face ao mês anterior e a segunda a diminuir 0,2 p.p..

Já a taxa de desemprego dos jovens situou-se em 31,2% em setembro, diminuindo 0,4 p.p. relativamente ao mês anterior, enquanto a taxa nos adultos recuou 0,1 p.p. para 10,7%.

De acordo com o INE, "em setembro de 2015 a estimativa provisória da população desempregada foi de 621,8 mil pessoas, menos 6,8 mil do que no mês anterior (1,1%).

Segundo os dados hoje divulgados, assistiu-se a um decréscimo mensal na população desempregada em todos os grupos analisados: homens (1,5%; 4,6 mil), adultos (0,8%; 3,9 mil), jovens (2,5%; 3,0 mil) e mulheres (0,7%; 2,2 mil).

Já em agosto, a estimativa definitiva da população desempregada, hoje divulgada, foi de 628,6 mil pessoas, tendo-se mantido "praticamente inalterada" em relação ao mês anterior e "interrompendo a sequência de decréscimos consecutivos que se verificavam desde fevereiro de 2015".

Em relação à população empregada, a estimativa provisória de setembro aponta para 4.477,6 mil pessoas, o que representa uma diminuição de 0,1% face ao mês anterior (5,9 mil), enquanto a estimativa definitiva de agosto se situou em 4.483,5 mil pessoas, o que representa uma diminuição de 0,3% face ao mês anterior (15,5 mil).

Em setembro, a taxa de emprego situou-se em 57,3%, tendo-se mantido inalterada em relação a agosto.

Nestas estimativas foi considerada a população dos 15 aos 74 anos e os valores foram previamente ajustados de sazonalidade.

Em setembro de 2015, a estimativa provisória do INE para a taxa de desemprego não ajustada de sazonalidade foi de 12,1%, tendo-se mantido inalterada face ao mês anterior e diminuído 1,2 p.p. relativamente a setembro de 2014.

Segundo nota o instituto estatístico, "a estabilidade mensal observada na taxa de desemprego foi, todavia, acompanhada por um aumento da população desempregada (0,3%; 1,8 mil pessoas) e uma diminuição da população empregada (0,4%; 16,2 mil)", sendo que "para a redução homóloga contribuiu a diminuição da população desempregada (9,6%; 65,9 mil) e o aumento da população empregada (0,5%; 23,4 mil)".

Com Lusa

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.